Secretaria da Pessoa com Deficiência faz campanha por respeito às vagas exclusivas em Volta Redonda

0

VOLTA REDONDA
A Secretaria da Pessoa com Deficiência de Volta Redonda lançou na quarta-feira, dia 26, uma campanha de conscientização. O objetivo é fazer com que os motoristas respeitem as vagas exclusivas demarcadas nos principais centros comerciais do município. Isso pelo fato de que pessoas com deficiência e idosos têm, por lei, direito a vagas preferenciais em áreas públicas, comerciais e espaços de lazer, mas são comuns as situações de desrespeito.
A campanha, no primeiro dia, foi realizada no Aterrado e na Avenida Amaral Peixoto, no Centro. O secretário Municipal da Pessoa com Deficiência, Pastor Washington Uchoa, destacou que durante a caminhada, foi verificado que algumas vagas precisam de manutenção na pintura para facilitar a identificação. O assunto, de acordo com ele, estará na pauta de reunião com o secretário Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU), Paulo Barenco. “Na próxima semana a programação inclui os centros comerciais dos bairros Retiro e Vila Santa Cecília”, informou o Pastor Washington Uchoa.
O secretário lembrou que trata-se de uma campanha educativa com panfletagem. “Participamos da ação, junto com duas pessoas da equipe da secretaria. Distribuímos folhetos com orientações do tipo ‘essa vaga não é sua nem por um minuto’, que reforça o direito das pessoas com deficiência, e também os idosos, a estacionarem nas vagas reservadas pela legislação de trânsito”, contou Uchoa.
SEGURANÇA PARA DEFICIENTES VISUAIS
De acordo com Uchoa, entre os temas que serão discutidos na reunião com o secretário Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana, Paulo Barenco, está a implantação de mais um sinal de trânsito sonoro em Volta Redonda. Lembrou que, desde dezembro do ano passado, o município já conta com um semáforo do tipo. “O equipamento dá autonomia e segurança para deficientes visuais trafegarem”, disse.
Lembrou o secretário que o primeiro semáforo está localizado na travessia de pedestres em frente à Ilha São João, que ganhou um dispositivo sonoro que ajuda as pessoas cegas a atravessarem a pista. E o próximo equipamento deve ser instalado no bairro Vila Santa Cecília. A ferramenta funciona por meio de uma caixinha instalada no poste, ao lado da faixa de pedestres. Ela traz também instruções em braile. “Ao acionar o botão, o pedestre precisa aguardar o início do bip sonoro que sinaliza quando o semáforo está aberto. Assim, ele poderá iniciar a travessia com segurança”, concluiu Uchoa.