Sebrae Rio aponta que Sul Fluminense possui quase 90 mil pequenos negócios

0

VOLTA REDONDA

As cidades de Itatiaia, Resende, Quatis, Porto Real, Rio Claro, Barra Mansa, Volta Redonda, Pinheiral, Piraí, Barra do Piraí, Vassouras e Valença, possuem quase 90 mil pequenos negócios divididos entre MEI (Microempreendedores Individuais), micro e pequenas empresas e geram mais de 105,2 mil empregos formais.

Os dados foram apontados pelo Sebrae Rio durante um café da manhã para a imprensa realizado na sede do Escritório Regional do Sebrae Rio. Os setores de Serviço, Comércio e Indústria possuem mais representatividade e o de Saúde está ganhando espaço.

Dessas empresas, o segmento que mais chama a atenção dos empreendedores da região é o de Serviços (45,97%), Comércio (31,64%) e Indústria (16,40%). Mais de 29,36% dessas empresas de micro e pequeno porte estão concentradas em Volta Redonda; 20,72% em Barra Mansa e 16,16% em Resende.

A gerente de Comunicação do Sebrae Rio, Débora Finamore destaca a importância do pequeno negócio. “São empreendedores que geram economia e empregos para a região. E que sofreram muito com a pandemia, divulgar e fomentar esses trabalhos é fazer com que o poder público se atente para esses empresários e colabore também para o crescimento deles”, destaca.

De acordo com os dados apresentados, o setor de Saúde é um dos que mais vem crescendo na região e tem sido assistido pelo Sebrae Rio. Em 2019, o setor gerava mais de 4,7 mil empregos e esse número praticamente dobrou: atualmente, são mais de 8,2 mil empregos gerados. A região possui mais de 3,2 mil empresas do setor, sendo 60% delas microempresas, 17% MEI e 10% deste grupo equivalem a Empresas de Pequeno Porte.

Já a coordenadora do Sebrae Rio no Médio Paraíba, Paola Tenchini, em relação à atividade médica restrita a consultas, são 19,44% dos negócios e esse é o principal público atendido pelos projetos do Sebrae na região para a atividade. “E esse é nosso principal foco nos projetos. Trabalhamos o encadeamento produtivo junto à Unimed Volta Redonda, com o objetivo de aprimorar a gestão de 20 empresas cooperadas e aumentar a competitividade, e temos também o Programa de Desenvolvimento para médicos, que oferece adequação da metodologia para pessoa física, avaliando as principais dores e a dinâmica dos consultórios”.

Escritório Regional no Médio Paraíba

Para apoiar os pequenos negócios dos mais outros diversos segmentos, o Sebrae Rio oferece, por meio do Escritório Regional no Médio Paraíba, um leque de opções aos empresários, a maioria com diagnóstico e visitas gratuitas ao empreendimento. “Ainda oferecemos diversos subsídios do Sebrae. Atuamos em todos os setores da nossa região, temos projetos para todas as cidades que atendemos. Nosso objetivo é estarmos próximos e apoiarmos os pequenos negócios, que possuem considerável influência para a economia, não apenas local, mas de todo o Estado do Rio”, comenta Paola.

Na região Sul Fluminense o Sebrae Rio oferece diversas capacitações e consultorias que orientam o empreendedor e dão sustentabilidade ao negócio, tais como Gestão Financeira, Imersão em Marketing e Empretec, programa de empreendedorismo com metodologia da Organização das Nações Unidas (ONU), cujo Sebrae é a única instituição do país licenciada para a sua aplicação.

As ações focadas em Políticas Públicas também fazem parte da rotina da instituição. “Apoiamos a implantação da LGPD em Rio Claro e Valença, além de Consultoria para a desburocratização e arrecadação no município de Rio Claro. “Em parceria com a prefeitura de Porto Real, realizamos consultoria para o projeto Quiosques do Sabor, que gera novos negócios, emprego e renda aos cidadãos. Em Volta Redonda, realizamos em conjunto com a prefeitura, o projeto Cidades Empreendedoras. Ao trabalhar as Políticas Públicas nos municípios que temos atuação, trabalhamos diretamente para o fortalecimento dos pequenos negócios”, garante Paola, acrescentando que o Sebrae apoia também as Salas do Empreendedor dos municípios, com capacitação das equipes e sessão do sistema de atendimento.

A instituição é, ainda, parceira da Agência de Desenvolvimento Regional Lider Vale, que nasceu do programa Lider e, atualmente, conta com diversos projetos focados em potencializar a região até 2030, além de apoiar ações de fomento da inovação, mobilidade e educação.

Apoiar os projetos locais voltados ao desenvolvimento econômico dos pequenos empreendimentos também faz parte do DNA do Sebrae. “Aqui no Médio Paraíba temos muitos projetos locais altamente interessantes e que geram lucratividade e networking para os empreendedores, por exemplo, o Festiva de Cinema de Vassouras, Delícias do Vale do Café, Festival Volta de Boteco, em Volta Redonda, entre outros”, conclui a coordenadora.