Sassaricando – Oscar Nora – 4 de setembro de 2019

0

Imagem: Divulgação

A Fifa anunciou ontem a logomarca oficial da Copa do Mundo de Futebol de 2022 que será disputada no Catar. Anfitrião pela primeira vez do maior evento esportivo do planeta, as principais características geográficas do país peninsular árabe estão presentes na logomarca.
+
Desde 1970, na Copa do México, quando a Fifa passou a supervisionar as logomarcas das Copas, esta é a primeira vez que a ilustração de uma bola de futebol não aparece entre os componentes da identidade visual do torneio. A bola cede a vez para a paisagem do deserto árido e longo litoral no Golfo Pérsico repleto de praias e dunas.
+
As curvas da logo, portanto, demonstram as ondulações das dunas do deserto. Quanto ao número oito, tanto simboliza o infinito da grandeza do futebol como o esporte mais apreciado do mundo, como também lembra os oito estádios que vão sediar o Mundial.
+
Como pela primeira vez a Copa do Mundo será disputada nos meses de novembro e dezembro, época de temperatura mais amena, o emblema se inspira no xale de lã tradicional, usado no inverno na região árabe e do Golfo. Além disso, também sugere a forma do clássico troféu da Copa do Mundo.
+
Na expectativa de que todos os convocados já tenham se apresentado, Tite treina hoje a seleção brasileira de futebol para os amistosos da janela Fifa. Depois de amanhã, em Miami, às nove e meia da noite, o Brasil enfrenta a Colômbia; na próxima quarta-feira, dia onze e à meia-noite, joga contra o Peru.
+
Invicto em seis jogos contra as duas seleções, Tite pretende escalar na partida com a Colômbia (2×1, 1×0 e 1×1) uma seleção brasileira mais experiente. No duelo contra a seleção do Peru (2×0, 5×0 e 3×1), ele pensa em mesclar a equipe com os jogadores mais novos nas convocações.
+
Neymar, sem atuar desde junho, quando se contundiu em amistoso no Catar, faz parte dos convocados. Vivendo um ano de tempestades que incluem acusação de estrupo e a novela PSG x Barcelona, Neymar não sabe se jogará. Vai depender de Tite e do humor do furacão Dorian.

Foto: Divulgação


Os Jogos continentais de 2019 foram brilhantes para os atletas brasileiros consagrando nossas melhores campanhas em todos as edições. Segundo lugar no quadro de medalhas dos Jogos Pan-americanos, superando tradicionais lideranças, o Brasil quebrou recordes nos Jogos Parapan-americanos tornando-se tetracampeão.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !