Sassaricando – Oscar Nora – 3 de julho

0


Cem anos atrás quando o escritor e jornalista Coelho Neto, representando o Brasil no Congresso Sul-americano de futebol, realizado no Rio de Janeiro e precedendo o torneio continental daquele ano, declarou solenemente que entre brasileiros e argentinos “nada nos separa, mas tudo nos une”, ele não sabia no que isso ia dar.
+
Para o torcedor brasileiro, a seleção da Argentina é nosso maior adversário. O que não ocorre com a Argentina que considera o Chile e a Inglaterra, por questões políticas e de soberania territorial, estes dois, sim, seus detestados adversários. Diz-se, até, que antigamente,quando eram eliminados de alguma competição, os argentinos passavam a torcer pelo Brasil.
+
Lenda ou verdade, é certo que hoje em dia não é mais assim. Nos dias atuais do futebol, os torcedores brasileiros amam odiar os torcedores argentinos. Por sua vez, os torcedores argentinos odeiam amar os torcedores brasileiros. Espero que tal afirmação seja um exagero e tudo tenha corrido bem no confronto Brasil e Argentina, ontem à noite, no Mineirão, quando as duas torcidas estiveram juntas e misturadas na semifinal da Copa América.
+
O campeonato brasileiro é mesmo uma gangorra em todas as suas séries. Com 20 clubes disputando, o torneio possibilita em seu transcurso 360 possibilidades diferentes. Veja só o caso do Volta Redonda. Começou arrasador e durante quatro rodadas brilhou dividindo a liderança.
+
Em seguida foi afundando até ficar com a água no queixo, no pântano do rebaixamento. Agora, bastou-lhe uma vitória, de virada, para sair da zona de rebaixamento, prestes a entrar numa boa, no grupo do quadrangular final, se vencer o Boa Esporte Clube e houver combinação de resultados nos outros jogos.

Foto: Divulgação

O brasileiro Darlan Romani fez história no arremesso do peso na Liga Diamante ao vencer o Prefontaine Classic, em Stanford, nos Estados Unidos, com 22,61 m, novo recorde sul-americano da prova. Para se ter uma ideia do feito do brasileiro, esta é a décima melhor marca de todos os tempos na prova. Em 2019, Darlan ainda competirá nos Jogos Pan-Americanos de Lima, de 26 de julho a 11 de agosto, e no Mundial de Doha, no Catar, entre 27 de setembro a 6 de outubro.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !