Sassaricando – Oscar Nora 24 de dezembro de 2021

0


No fim de um e no começo do novo ano, os amantes do futebol sempre reprisam as mesmas expectativas: eletrizante temporada do seu clube de coração, paz e harmonia nas arquibancadas. Infelizmente, a ladainha não comove os integrantes das torcidas organizadas de nenhum lugar do mundo.
+
Muda o cenário, mas o desequilíbrio mental que sustenta as selvagerias nas arquibancadas é o mesmo em todo lugar. Pior, não fica encurralado dentro dos estádios, invadindo as ruas em provocações e ações criminosas como a do recente bombardeamento em Belo Horizonte, com coquetéis Molotov, do ônibus repleto de torcedores do Atlético Mineiro.
+
Ao contrário do “pau que dá em Chico, dá em Francisco”, bom seria se as torcidas organizadas violentas se inspirassem nos exemplos do José Datrino, aquele pregador urbano conhecido como Profeta Gentileza. Com letras de precisão cirúrgica, Profeta Gentileza humanizou os frios pilares de concreto do Viaduto do Gasômetro, no Rio, com o mantra “Gentileza Gera Gentileza”.
+
Antes, entre 1914 e 1918, a primeira guerra mundial matou cerca de 9 milhões de militares, exceto durante uma semana e em determinado lugar.
+

Foto: Divulgação

Protegidos em suas trincheiras e separados pela terra de ninguém, na véspera do Natal, alemães e ingleses, em guerra, entoavam canções natalinas. Inspiradas na fraternidade da ocasião, as músicas criaram um momento inusitado. Soldados largaram as armas, trocaram cumprimentos, comidas e coroaram o episódio com uma bela partida de futebol. Um armistício espontâneo. Durou 6 dias até seus superiores exigirem o reinício dos combates. Paul McCartney interpreta o que ocorreu, na música Pipesof Peace.
+

Foto: Divulgação

Pelé e a seleção brasileira também já interromperam conflitos. Em 1969, o Santos chegou ao Congo em guerra. A presença de Pelé foi tão festejada que houve acordo para cessar as hostilidades enquanto o rei do futebol estivesse no país. Dias depois, na Nigéria, também em guerra, a paz prevaleceu para que todos pudessem assistir ao Rei do Futebol. Em 2004, no Haiti, a seleção brasileira se exibiu em Porto Príncipe. Acalmou o país onde conflitos armados matavam e mutilavam pessoas após a eleição de Jean-Bertrand Aristide.
+

Imagem; Divulgação

Gentileza gera gentileza, amor gera amor, carinho gera carinho, gestos de bom sentimento geram bons sentimentos. O futebol pode ser uma excelente porta de acesso a essas virtudes para adversários e inimigos. Nas arquibancadas e fora delas.
+

+