Sassaricando – Oscar Nora – 17 de abril de 2019

0

A câmara julgadora do Comitê de Ética da FIFA considerou José Maria Marin, ex-presidente da CBF e ex-membro de vários comitês da própria FIFA, culpado de suborno na concessão de contratos para empresas para a mídia e direitos de marketing para competições da CONMEBOL, Concacaf e CBF.
+
Em sua decisão, a câmara baniu-o por toda a vida de todas as atividades relacionadas ao futebol. Além disso, aplicou-lhe uma multa no valor de 1 milhão de francos suíços equivalente a 3 milhões e oitocentos mil reais.
+
A tabela que cumprirá na disputa do primeiro turno da série C do campeonato Brasileiro, levará o Voltaço às regiões norte, sul, centro-oeste e sul de Minas Gerais. Para enfrentar a jornada, tanto quanto ter um elenco de qualidade será necessário nele boas condições físicas para as longas viagens que causarão muito cansaço e certamente contusões.
+
Ao todo, nas quatro partidas, contra o Boa Esporte – em Varginha, Minas Gerais; Luverdense – em Lucas do Rio Verde, Mato Grosso; Remo – em Belém, Pará e Juventude – em Caxias do Sul, Rio Grande do Sul – o Voltaço percorrerá 13 mil, 715 quilômetros e 200 metros.
+
O tamanho das viagens do Voltaço é maior do que os 12 mil, 756 quilômetros da circunferência do planeta Terra. Dá para ir e voltar duas vezes a Miami, nos Estados Unidos. Com ida e volta garantidas daria para ir 4 vezes a Buenos Aires, na Argentina.
+
Em idas e vindas no território brasileiro corresponde a 6 viagens entre Volta Redonda e Brasília, viagens diárias a Resende durante 4 meses, e durante sete meses e meio a Barra do Piraí. Entre Volta Redonda e Barra Mansa, todos os dias durante dois anos. Mesmo com o ano bissexto que teremos em 2020.

+

Foto: Abelardo Mendes Jr/rededoesporte.gov.br

O Campeonato Mundial de Tênis de Mesa começa no próximo domingo (21), em Budapeste, na Hungria. As expectativas são grandes, pois jamais o Brasil apresentou chances tão concretas de fazer um papel de destaque no torneio. Hugo Calderano, número 7 do ranking mundial. É o primeiro brasileiro a chegar em um Mundial como um dos postulantes reais a uma medalha. Entre as mulheres, Bruna Takahashi, com apenas 18 anos, está na posição mais alta já alcançada por uma brasileira no ranking mundial (64ª).

error: Conteúdo protegido !