Sassaricando – Oscar Nora – 13 de setembro de 2022

0

Foto: Twitter

+
Há um bom tempo sem comemorar títulos ou vitórias espetaculares, o automobilismo brasileiro começa a renascer com o piloto paranaense Felipe Drugovich. A vitória dele no último sábado, no Autódromo de Monza, na Itália, foi espetacular. Ainda mais porque ele se tornou o primeiro brasileiro campeão na história da Fórmula 2.
+
A Fórmula 2 é a última categoria antes da Fórmula 1 destino natural do Felipe que acaba de assinar com a Aston Martin como piloto de desenvolvimento de pilotos e reserva da equipe na temporada 2023. Em novembro, dia 18, o brasileiro vai guiar pela primeira vez um carro da Fórmula 1, no primeiro treino livre do GP de Abu Dhabi.
+
A conquista de Felipe tem uma relação afetiva com a história do automobilismo brasileiro. Há 50 anos, no dia 11 de setembro de 1972, o brasileiro Emerson Fittipaldi, também em Monza, se tornava campeão mundial de Fórmula 1. Na ocasião o grande feito acabou em segundo plano internacional porque fervia nos noticiários, o massacre cometido contra a delegação de Israel nos Jogos Olímpicos de Munique.
+
Dez clubes – Atlético-MG, Talleres, River Plate, Vélez Sarsfield, Colón, Boca Juniors, Athletico-PR, Libertad, Fortaleza e Estudiantes são favoráveis à unificação dos títulos da antiga Copa Conmebol com a atual Copa sul-americana. O assunto foi à votação ontem, segunda-feira, no Comitê dos Clubes.
+
Corinthians, Flamengo e Palmeiras votaram contra a unificação dos títulos, enquanto que Emelec, Cerro Porteño e Tolima se abstiveram. Embora a votação tenha sido favorável à pretensão do clube mineiro, que propôs a unificação, ela não vai acontecer de imediato. A decisão final vai depender das confederações nacionais que pediram prazo para avaliar melhor o pedido.
+
Ela torcia em segredo para o West Ham. Esse era o clube de coração da Rainha Elizabeth II. O West Ham é onde atuam os brasileiros Lucas Paquetá e Emerson Palmieri. Com 127 anos de idade e modesto no número de títulos, o West Ham se orgulha de ter sido um dos dois clubes que mais forneceram jogadores para a Seleção Inglesa quando ela conquistou a Copa do Mundo de 1966.
+
Edimar registrou ontem um boletim de ocorrência, preocupado com ameaças de morte que ele e sua família vêm sofrendo nas redes sociais. Nas ameaças, o indivíduo diz à esposa de Edimar que vai matar ela e as filhas por causa do jogador. Edimar também entregou fotos do acusado e imagens de armas que ele enviou à esposa.