Samuca Silva diz que nitazoxanida começará a ser distribuída na quarta-feira

0

VOLTA REDONDA

Na manhã desta segunda-feira, dia 6, o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, informou que a partir de quarta-feira, dia 8, o medicamento para casos leves da Covid-19, a nitazoxanida, começará a ser entregue a população volta-redondense. Segundo o chefe do Executivo, a cidade do Aço é a primeira a adotar esse protocolo de saúde, que está sendo feito em parceira com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Na última semana foi feito o treinamento dos profissionais de saúde para protocolo. De acordo com Samuca, a recomendação até então, era para que a população com sintomas leves permanecesse em casa, mas com o medicamento, o paciente deverá procurar um Centro de Triagem para ser medicado. “Esse medicamento visa diminuir a potência do vírus. Agora a pessoa não precisa ficar em casa aguardando a doença se agravar ou não. Depois da primeira dose, o medicamento poderá ser entregue em casa”, destacou o prefeito.

Samuca Silva disse ainda acreditar na eficácia do remédio e, com o comércio fechado e a medicação sendo aplicada, ele espera que as internações por Covid-19 diminuam, possibilitando a reabertura segura da cidade.

O convênio com a universidade foi assinado no dia 29 de junho, ao lado do médico infectologista da UFRJ, Edimilson Migowski, no auditório do Palácio 17 de Julho. Na ocasião, Edimilson destacou que vem fazendo o tratamento com aproximadamente 300 pacientes com Covid-19. Desses, apenas três precisaram ser internados e nenhuma morte foi registrada.

REDUÇÃO DA CARGA VIRAL

O nitazoxanida é um vermífugo que vem sendo usado por médicos na linha de frente da Covid-19, para o tratamento dos pacientes com casos leves. O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) vem estudando a eficácia da medicação e segundo a pasta, em teste in vitro houve uma redução de 94% da carga viral do coronavírus.

Desde o dia 1º, ocorre a ação #500VoluntáriosJÁ, que está em busca de pessoas que queiram participar do estudo clínico com a nitazoxanida. A mobilização foi lançada em Guarulhos (SP).

LEITOS DE UTI

O prefeito Samuca Silva ainda falou sobre os leitos de UTI destinados à Covid-19, que foram restritos apenas para cidadãos volta-redondenses. “Agora todos os 27 leitos estarão destinados para as pessoas de Volta Redonda. Tínhamos até sábado, sete pacientes com Covid-19 de outros municípios, mas agora essa transferência não poderá mais ocorrer. Essa é uma decisão momentânea para que possamos voltar, de forma sustentável, com a flexibilização das atividades econômicas”, finalizou.

error: Conteúdo protegido !