Salão Estadual do Turismo incentiva a economia fluminense

2

SUL FLUMINENSE

A Secretaria Estadual de Turismo promoverá de quinta-feira, 22, a domingo, dia 25, o Salão Estadual de Turismo, no Armazém 2, do Píer Mauá, no Rio de Janeiro – paralelo ao evento Rio Gastronomia. O evento que tem o apoio do Sistema Fecomércio, Senac e Sesc, tem como proposta aproximar o público dos atrativos turísticos das cidades do interior. Os organizadores projetam que aproximadamente 30 mil pessoas devam passar pelo local e conhecer o artesanato, produtos típicos, dança, música e muito mais, das cidades fluminenses. É levar à capital a potencialidade das cidades do interior e nesse sentido, ao menos 64 municípios já confirmaram presença no encontro de turismo que terá entrada franca e estrutura montada numa área de 3.500 metros quadrados.

Um estudo do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) mostra que o setor beneficia a economia e gera empregos, tendo obtido em 2018 a contribuição de 8,1% no Produto Interno Bruto (PIB) com aproximadamente US$ 152,5 bilhões e gerado quase 7 milhões de postos de trabalho (7,5% do total global no pais). Para o secretário de Estado de Turismo, Otávio Leite, o evento é fundamental para o crescimento do setor. “Eu destaco que, aqueles que atuam profissionalmente no turismo, como empresários, agentes, receptivos, enfim, todos que fazem do turismo o seu meio de vida profissional, terão a oportunidade de, no Salão de Turismo, fazer contatos, vender produtos e se articular. Nós queremos que mais pessoas circulem no Rio de Janeiro, que tem 92 cidades maravilhosas”, afirma.

Os expositores terão um espaço para divulgar os atrativos das cidades – Foto: Divulgação

Na região do Médio Paraíba, ao menos as prefeituras de Barra Mansa e Volta Redonda comentaram sobre sua atuação no evento. Além delas, cidades do Vale do Café, Costa Verde e Agulhas Negras também devem participar. De Barra Mansa, o evento terá presença dos integrantes da orquestra de Jazz de Barra Mansa, do Projeto Música nas Escolas, e as artesãs Andrea Albernaz, Maria de Fátima Cabral, Maria Dirlene Fagundes e Izabel Helt. A gerente de Turismo, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação e presidente do CitVale (Conselho de Turismo do Vale do Café), Bhela Santos, disse que é o reconhecimento do trabalho realizado pelo setor. “Barra Mansa terá um lugar de destaque com os outros 14 municípios para divulgação institucional Sem dúvida, nossas artesãs estão se tornando referência do setor em todo o Estado. São belíssimos trabalhos que se destacam e elevam o nome da nossa cidade”, revelou.

O município de Barra Mansa levará além da Banda Sinfônica, os produtos de artesanato – Foto: Divulgação

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Volta Redonda, Joselito Magalhães, a cidade vai promover toda sua infraestrutura. “Temos uma infraestrutura de boa qualidade, de hospedagem, eventos, gastronomia e queremos também atrair novos negócios para o município, assim como turistas”, comentou. Na área dos quiosques, a equipe de Volta Redonda receberá o público para compartilhar informações sobre o município. “A ideia é a gente vender o município como uma capital do interior, um destino de referência com boa hospedagem, boa infraestrutura de eventos, boa infraestrutura de gastronomia, com áreas naturais que estão se consolidando. É muito importante valorizar as áreas naturais e a nossa participação na rota Caminho Cervejeiro do Sul Fluminense”, explicou a diretora de Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Débora Cândido. Volta Redonda participará com os outros 14 municípios da região do Vale do Café. O município levará duas atrações culturais, sendo uma delas o Bloco da Vida, que também irá interagir com o público.

TURISANGRA

A Fundação de Turismo de Angra dos Reis (TurisAngra) também participará do Salão do Turismo, no Rio. A equipe da TurisAngra estará no estande da Costa Verde, agora com a novidade da divulgação da Ilha Grande como Patrimônio Mundial da Humanidade, título concedido pela Unesco. No dia 24 haverá uma apresentação especial do Coral Indígena da Aldeia Sapukai, representando a cultura local. “Angra vai estar presente no Salão de Turismo com força total, lançando uma folheteria nova com a chancela da Unesco da Ilha Grande como Patrimônio da Humanidade. Vamos levar o coral indígena, artesanato, uma maquete da Ilha Grande e muito mais”, anunciou o presidente das TurisAngra, João Willy, que desenvolve a divulgação do município em todo o país. “Estamos caminhando junto com os empresários da cidade, com o Convention, divulgando a cidade para fortalecer cada vez mais o turismo de Angra, trazendo o desenvolvimento, emprego e qualidade de vida para os nossos moradores”, disse.

O Salão do Turismo tem como objetivo despertar o público visitante para as diversas alternativas que o estado apresenta no turismo, valorizando a riqueza dos segmentos, identidades e peculiaridades regionais. “O público-alvo são profissionais do setor, jornalistas especializados, estudantes, turistas e a população em geral”, finaliza o secretário Otávio Leite.

O EVENTO

O Salão do Turismo contará com área de encantamento, onde os visitantes poderão conhecer os atrativos turísticos do estado; balcões das regiões turísticas em que o público poderá conhecer mais detalhes dos destinos; local para comercialização, onde estarão empresários do turismo e artesões; no auditório acontecerá o “núcleo do conhecimento”, onde haverá um ciclo de palestras durante os quatro dias de evento. No palco acontecerão as apresentações culturais e no telão de LED serão exibidos vídeos e fotos das cidades do interior.

No “Espaço do Conhecimento”, entre os assuntos que serão abordados, estão: “Marketing de Conteúdo Aplicado ao Turismo”, “Tendências de mercado no setor de Turismo” e “Airbnb x Hotelaria Tradicional”. Serão apresentados, ainda, painéis sobre turismo étnico ecológico, turismo de experiência e turismo ecológico. O tema “Turismo, cidade e mobilidade: um olhar sobre o Rio de Janeiro” discutirá as recentes mudanças de infraestrutura e mobilidade no Rio de Janeiro e alguns dos efeitos para moradores e turistas.

Entre as apresentações culturais já programadas estão a bateria da Beija Flor, representando Nilópolis; Forró Pé de Serra, de Miguel Pereira; Orquestra de jazz, de Barra Mansa; Canarinhos de Petrópolis; Capoeira de Valença, Jongo de Mangaratiba; e dança alemã de Nova Friburgo. Essas atrações se apresentarão no palco em dias e horários determinados.

Informações sobre o evento podem ser obtidas através do e-mail: [email protected], da Secretaria de Estado de Turismo.

2 Comentários

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !