Ruas do centro de Quatis são alagadas e barreiras são retiradas na zona rural

0

QUATIS

O temporal da tarde desta quarta-feira, dia 7, provocou transtornos em Quatis. Houve alagamento de ruas no centro e no São Benedito. A captação das águas das chuvas foi lenta no sistema de drenagem pluvial devido ao volume das chuvas no centro. Segundo o governo municipal, a chuva alagou a Avenida Euclides Guimarães Cotia, próximo ao ponto de embarque de passageiros de ônibus, e a Avenida Avelino Batista Soares, logo depois da Praça dos Expedicionários. As águas ficaram retidas ainda na Rua Dom Agnelo Rossi, no bairro São Benedito. Em nenhum dos três casos, houve casas ou estabelecimentos alagados.

Segundo o secretário de Obras, Urbanismo e Serviços Públicos, César Salazar, nas duas avenidas do Centro, o sistema de drenagem permitiu o escoamento total da água cerca de 15 minutos após o temporal. Já na Rua Dom Agnelo Rossi, no São Benedito, o alagamento foi provocado por um bueiro entupido. Ontem as equipes do governo realizaram a limpeza no local. “Infelizmente, constatamos lixo jogado dentro do bueiro, principalmente garrafas de plásticos, o que agravou ainda mais a situação, daí o pedido que fazemos novamente à população no sentido de manter os bueiros e as vias públicas limpas”, afirma Salazar.

BARREIRAS

Na zona rural, entre a manhã de segunda-feira, 5, e o final da tarde de quarta-feira, 7, mais de 50 caminhões contendo material das barreiras que caíram nas estradas rurais do município foram contabilizados. O balanço parcial do trabalho de atendimento às situações de emergência provocadas pelas chuvas ocorridas na cidade a partir de domingo, dia 3, foi divulgado nesta quinta-feira pela Secretaria Municipal de Obras, Urbanismo e Serviços Públicos.

O trabalho na zona rural contabilizou a retirada de mais de 50 caminhões de terra

A maior parte da terra foi removida na estrada de acesso a Falcão e na parte interna do distrito: cerca de 30 caminhões, entre barreiras e lama. O prefeito Bruno de Souza (MDB) acompanhou os trabalhos no distrito de Falcão e declarou que disponibilizou quatro caminhões, três máquinas retroescavadeira e dez operários de prontidão permanente com o objetivo de socorrer as comunidades rurais afetadas durante as chuvas. Além de Falcão, a prefeitura fez remoção de barreiras em estradas das regiões de Santana, Joaquim Leite, São Joaquim e Bom Retiro. “Dependendo da situação, a equipe de operários é reforçada com trabalhadores da própria Secretaria de Obras. Nesta quarta-feira, por exemplo, os serviços de atendimento aos moradores e produtores rurais de Falcão mobilizaram 25 profissionais. Devido aos transtornos da chuva neste distrito, tivemos que deslocar três máquinas retroescavadeiras, quatro caminhões e um caminhão pipa para o distrito. O uso do caminhão pipa foi necessário no sentido de ajudar a eliminar o lamaçal que se formou nas vias principais”, comunicou o prefeito acrescentando que a administração municipal vem realizando ainda reparos em um bueiro da rua principal do distrito.