Rodrigo Neves propõe triplicar orçamento da Cultura em 2023

0

RIO DE JANEIRO

O domingo, dia 18, do candidato a governador do Estado do Rio de Janeiro, pelo PDT, Rodrigo Neves, começou com uma carreata que percorreu toda a Zona Norte de Niterói, cidade que governou por oito anos e que transformou na primeira em qualidade de vida do estado.

A carreata percorreu os bairros do Barreto, Engenhoca, Fonseca, Bumba, Caramujo, Sapê e Largo da Batalha. Em conversa com eleitores, o pedetista falou sobre o combate ao racismo.

“Tenho um orgulho danado por ter sido o primeiro prefeito do nosso estado a criar um Estatuto Municipal da Igualdade Racial. A questão racial será transversal em todo o nosso governo. É preciso mudar este cenário de exclusão dos negros e negras do processo decisório. Nós do PDT viemos da tradição de Abdias do Nascimento e Carlos Alberto Caó. Os negros também vão estar no primeiro escalão do nosso governo”.

Rodas de Samba

À tarde, o candidato visitou duas tradicionais rodas de samba da cidade, no Candongueiro, em Rio do Ouro, e na Quinta do Parque, no bairro Maceió, onde conversou sobre a importância de ampliar o investimento em Cultura.

“O Estado do Rio de Janeiro terá o governador da Cultura a partir de janeiro de 2023, pois somos referência do pensamento cultural no Brasil e não podemos viver este vazio de investimentos em um setor tão importante. Vamos triplicar o orçamento da Cultura no primeiro ano de governo e vamos fazer um Plano de Cultura Participativo, que envolva todos os segmentos, toda a pluralidade da Cultura do Rio de Janeiro”, propõe Rodrigo Neves.

Deixe um Comentário