Retomadas as obras do Centro Municipal de Educação Infantil Branca de Neve em Volta Redonda

0

VOLTA REDONDA

As obras de reforma e ampliação do Centro Municipal de Educação Infantil Branca de Neve, no bairro Volta Grande III, em Volta Redonda, foram retomadas nesta semana. O serviço estava paralisado desde 2016, depois que a empreiteira decretou falência e abandonou a obra. De acordo com o novo projeto da unidade escolar, de quatro salas de aula, após a conclusão das obras, vai passar a contar com oito. A expectativa é que a reforma seja concluída em cinco meses.

A informação do Governo Municipal é de que mais de R$ 842 mil serão investidos na obra da unidade escolar. Atualmente, o espaço atende a 172 alunos, mas com a reforma vai mais que dobrar sua capacidade, passando a atender 480 crianças.

As salas de aula terão ainda as esquadrias trocadas, o piso recuperado e as paredes revestidas. Segundo o prefeito Samuca Silva, essa é uma obra bastante aguardada pela população do bairro Volta Grande III. Disse ainda que há anos os moradores estão reivindicando melhorias na creche. “Inauguramos a primeira creche 100% em tempo integral no bairro Vila Rica e já estamos finalizando mais uma, no Retiro, para atender as demandas da população de Volta Redonda. Nosso compromisso é com a educação”, disse.

VISITA ÀS OBRAS

A secretária Municipal de Educação, Rita Andrade, realizou na terça-feira, 3, uma visita ao local para acompanhar a retomada dos trabalhos. Ressaltou que apenas em 2019 já foi realizada a reforma ou manutenção em 50 unidades escolares. “Essa reforma vai aumentar o número de vagas na creche e, assim, vamos atender à demanda daquela comunidade. A reforma vai adequar a unidade a novos padrões que têm como base o conceito de apropriação do espaço pelas crianças”, contou a secretária.

Rita lembrou que o projeto de reforma tem como objetivo revitalizar e ampliar as instalações da unidade que, na atualidade, atende Jardim de Infância e Creche no mesmo prédio e, assim, melhorar a estrutura da unidade escolar como banheiro específico para banho em crianças, banheiro para deficientes, refeitório, cozinha, salas de atividades diversas separadas do contexto rotineiro, salas administrativas com acessos e fluxos independentes, pátio coberto com dimensões e nível mais adequado ao número de alunos, além de solários exponencialmente superiores aos encontrados em escolas da região.