Resende tem a melhor Saúde e a segunda melhor Educação do Estado do Rio

0

RESENDE

Resende aparece na 50ª colocação geral entre as cidades mais conectadas do país, sendo a terceira melhor do Estado, atrás apenas de duas cidades maiores: Niterói e da capital.
Entre as cidades fluminenses de médio porte, Resende ocupa a primeira posição estadual.
Tem ainda o 31º lugar na região Sudeste e o 22º entre todos os municípios do Brasil com população entre 100 e 500 mil habitantes. O maior destaque, no entanto, está na avaliação do eixo Saúde, no qual Resende tem a nona melhor posição nacional e a primeira do estado.

O eixo Educação também ficou em alta, com o segundo lugar no Estado (atrás apenas de Niterói) e o 29° lugar em todo o Brasil. Resende ainda aparece com o segundo lugar no Estado em Urbanismo e o 36º lugar nacional. O município tem ainda a quinta melhor avaliação entre as cidades do Rio no eixo Meio Ambiente (atrás de Niterói, Petrópolis, Nova Friburgo, Rio de Janeiro).

O Estudo

Para a elaboração do Ranking Connected Smart Cities, foram mapeadas as principais publicações internacionais e nacionais sobre o tema de cidades inteligentes, cidades conectadas, cidades sustentáveis e demais artigos sobre o assunto.

O estudo considera o “Conceito de Conectividade” sendo a relação existente entre os diversos setores analisados. O conceito de smart cities considerado entende que o desenvolvimento só é atingido quando os agentes de desenvolvimento da cidade compreendem o poder de conectividade entre todos os setores.

Exemplo disso é a consciência de que investimentos em saneamento estão atrelados não apenas aos ganhos ambientais, como aos ganhos em saúde, que irão a longo prazo reduzir os investimentos na área (atendimentos de saúde básica) e consequentemente impactarão em questões de governança e até mesmo economia. Outro exemplo é a importância da educação, não apenas como índices básicos de atendimento do serviço e qualidade do ensino, mas o poder que ela possui na formação e reprodução dos potenciais de cada cidade.

O conceito

Connected Smart Cities envolve empresas, entidades e governos em uma plataforma que tem por missão encontrar o DNA de inovação e melhorias para cidades mais inteligentes e conectadas umas com as outras, sejam elas pequenas ou megacidades.

As avaliações proporcionam espaços para integração e estimulam a inovação no setor público, e promover o desenvolvimento das cidades a partir de 2015 de forma que nos seguintes 10 anos as cidades brasileiras possam subir um degrau ou mais na escala de desenvolvimento, se aproximando dos índices dos modelos das cidades inteligentes do mundo.

error: Conteúdo protegido !