Resende sedia o “1º Encontro Nebulosas – Onde Estão Nossos Corpos”

0

RESENDE

A Praça São Pedro, no bairro Surubi Velho, será o palco do “1° Encontro Nebulosas – Onde Estão Nossos Corpos”, que acontece neste sábado e domingo, dias 23 e 24, respectivamente. Com uma programação colaborativa, acessível e gratuita, o evento propõe atividades autogestionárias e rodas de conversa, tendo espaços para construção e criação, oficinas, valorização e promoção da economia feminina, além de atrações artísticas e culturais, como forma de interagir com os lugares públicos.

Qual a realidade das mulheres no Sul Fluminense? Quais os espaços que ela ocupa? Quais os cargos que elas ocupam e quais atividades elas exercem? Foram essas provocações que motivaram mulheres da região a construir o evento.  A ideia surgiu dentro do coletivo Nebulosas, na intenção de integrar mulheres e pessoas trans para celebrar a diversidade que há entre elas e, assim, construir coletivamente novos mundos, através de atividades oferecidas também por outras mulheres.

A escolha do bairro Surubi foi intencional, pela necessidade e importância de aproximar este tipo de debate para as mulheres da periferia. “As reivindicações e incômodos são diferentes em diversos aspectos, de acordo com as especificidades dos seus lugares de moradia, de sua etnia ou condição social. Nossa intenção é criar um espaço onde possamos conhecer essas mulheres e assim aprofundar a pesquisa sobre os lugares que ocupamos na região e também como podemos lutar contra a desigualdade de gênero e a violência”, explicou Luisa Ritter, integrante do coletivo Nebulosas.

O objetivo do encontro é promover debates, trocas de experiências e vivências, desenvolver planos conjuntos, que poderão fortalecer a luta das mulheres no Sul Fluminense. Além de se construir como um espaço que promove o diálogo e a construção coletiva entre atores, organizações, movimentos, instituições, redes de mulheres, grupos artísticos, culturais e ambientais e todas aquelas interessadas em se reunir para desenvolver programas e agendas.

QUEM SOMOS

Nebulosas é um coletivo de mulheres de Resende que buscam histórias, memórias e trabalhos de outras mulheres da região Sul Fluminense e do mundo. O coletivo nasceu em Resende, em abril de 2018, dentro da Casero Residência. Inspiração para o nome do coletivo, Nebulosa é o nome do único livro de Narcisa Amália, primeira jornalista profissional a atuar no Brasil. Movida por forte sensibilidade social, ela combateu a opressão da mulher e o regime escravagista. Com a ocupação do espaço urbano por meio de produções e exibições de audiovisual, fotografia, lambes e zines (publicações independentes), as Nebulosas se configura como um coletivo de arte feminista. Pesquisamos em nossos trabalhos as mulheres e seu status social, abordando questões como estupro, racismo ou condições de trabalho. Dentre as inúmeras atividades do coletivo, promovemos a produção e divulgação de conteúdos femininos que afetam efetivamente a disputa simbólica, narrativa e imaginária sobre as questões da valorização da mulher, equidade racial e étnica, bem como diversidade sexual.

PROGRAMAÇÃO

Exposição permanente: Rasgos vivos da artista Beatriz Areas, da Epigrafart

SÁBADO

9 horas- Café da manhã comunitário

10 horas – Roda de Conversa: Mulher no Mercado de Trabalho: orientações em Recursos Humanos

11 horas – Oficina 1: Como elaborar um bom currículo com Ana Carolina Martinusso

12 horas – Almoço

13h30min – Roda de Conversa: LGBTQ+: “Onde estão nossas identidades?”

15 horas- Performance Empoderar com Coletivo Flor de Maio Humanizar (VR)

Oficina 3: de Corporalidade étnica com Henna Melo (VR)

Oficina 4: Descobrindo nossos corpos – Desenho Intuitivo com Talita

Oficina 5: Gerando Vida – Como fazer uma auto biografia (Resende)

16 horas – Roda de Conversa: Auto Estima da Mulher Negra: sentindo-se bonita e poderosa

Oficina 5 :”Oficina de Colagem Manual: Uma desconstrução de estética e construção de expressão” com Beatriz Areas da Epigrafart

17 horas – Roda de Conversa: Informações jurídicas sobre a Lei Maria da Penha e outros direitos das mulheres

18 horas- discotecagem com Ras Talitinha

18h15min – performance de dança do ventre com Erika Pires

18h30min às19h15min – Tributo a Amy Winehouse  com Larissa Pires

INTERVALO

20h15min – Performance poética Por que Sou Forte, com Na Mira Ira (BM)

20h30min – Toque de Dandara (VR)

 DOMINGO

10 horas- Roda de Conversa: A participação das mulheres na política

Convidadas: Soraia, Odete, Aline Marah, Dani, Margarethe, Claudia

Mediadora: Elô

Oficina 5 Oficina de Bordado Livre com Thais Silveira (Resende)

11 horas- Oficina 6: Dança Afro com Juliana Constâncio (Resende)

Oficina 7: Autocuidado é Resistência

Oficina 8: Oficina de Lambe-Lambe com Tayna Maciel, do Manifesto Silencioso (VR)

Oficina 9: Horta urbana e jardim com Flores e Temperos (Resende)

12 horas- Almoço

13h30min- Oficina 11: Prazer da Mulher com Thamy Rosa (Resende)

15 horas- Oficina 12: Mulheres: direitos, dinheiro e poder! – Um diálogo público sobre autonomia financeira feminina, com Cinthia Mendonça da Silo Arte Latitude Rural (Resende)

16 horas- Saúde da mulher

Convidadas: Juliana, Luana Lima, Thaina, Mayara de Souza Moura, Julia Dile, Lidiane – Mediadora: Renata

Oficina 13: Oficina de filtro dos sonhos com Beatriz Tarcillo (Resende)

17 horas- Roda de Conversa: os desafios e enfrentamentos de  corpos grandes que não cabem em uma sociedade gordofóbica

Oficina 14: A escrita como forma de resistir com Priscilla Messias (Resende)

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !