Resende realiza seminário no Dia Internacional dos Direitos Humanos

0

RESENDE

O  Dia Internacional dos Direitos Humanos, celebrado nesta terça-feira, dia 10, será marcado na cidade com o Seminário Municipal de Direitos Humanos, às 14 horas, no Espaço Z, situado na Avenida Gustavo Jardim, no Centro. O evento é organizado pela Diretoria de Direitos Humanos, vinculada à Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos e tem entrada franca. O tema desta edição é “Diretos Humanos: O que temos a ver com isso?”.

Para debater a temática, haverá palestra ministrada pela professora Nancy Lamenza, uma das fundadoras do Observatório de Direitos Humanos do Sul Fluminense, ligado à Universidade Federal Fluminense de Volta Redonda. Além de celebrar os direitos humanos, o evento tem a proposta de promover as políticas públicas sobre este tema em Resende.

Emanuele Dalpra, responsável pelas ações na prefeitura, explicou sobre a importância da data comemorativa, lembrando que a primeira edição do Seminário Municipal de Direitos ocorreu no ano passado. “Este ano, o seminário pretende abordar questões polêmicas sobre direitos humanos, visando desfazer deturpações relativas ao assunto, mostrando seu real significado, e discutir qual é o papel de cada um neste contexto. A intenção é trazer à tona qual é a implicação enquanto indivíduo, sociedade civil organizada e política pública”, afirma.

Sobre a palestra, Dalpra frisa que a palestrante convidada buscará esclarecer o verdadeiro significado de ‘Direitos Humanos’, além de apontar os desafios da atualidade, entre outras questões a respeito da defesa e da promoção do tema. Ela destacou pontos relevantes da Declaração Universal dos Direitos Humanos. “Este documento estabelece normas para uma convivência pacífica e manutenção de vida digna. A ONU Foi criada após a Segunda Guerra Mundial, para proteger a humanidade de novos conflitos, sendo resultado de conferências de paz. Logo depois, veio a Declaração Universal dos Direitos Humanos. A aceitação da Declaração ocorreu em escala global e, no Brasil, foi acolhida não só pela Constituição Federal, como também pela população como ferramenta de combate e reivindicação de direitos”, reforçou.

Na abertura do seminário, haverá a entrega oficial da viatura “Patrulha Maria da Penha” à Guarda Civil Municipal. A nova viatura servirá como apoio ao Judiciário, para garantir efetividade às medidas protetivas de urgência concedidas às mulheres em situação de violência doméstica e/ou familiar, com base na Lei Maria da Penha (nº 11.340/2006).

error: Conteúdo protegido !