Resende inteligente: prefeitura instala mais 6,5 quilômetros de cabeamento de fibra óptica

0

RESENDE

Para seguir com os projetos de modernização e inclusão digital, a Prefeitura de Resende está dando continuidade à instalação de cabos de fibra óptica em diferentes bairros da cidade por meio do programa “Resende Inteligente”, chegando até o bairro Lavapés.

Na última semana, os profissionais da Superintendência Municipal de Tecnologia da Informação iniciaram a instalação de mais 6,5 quilômetros de extensão de cabeamento.

A nova implementação permitirá acesso à internet a mais 27 unidades de serviços da prefeitura prestados à população, entre Assistência Social, Governo, Educação e Saúde.

Segundo o superintendente de Tecnologia da Informação, Márcio Silvestre, com as novas instalações, ao todo, serão quase 65 pontos atendidos com fibra óptica. “Desde 2017 estamos em um processo de evolução no que diz respeito à tecnologia. Ao todo, serão quase 20 quilômetros de extensão em toda a cidade com cabeamento de fibra óptica, o que possibilita melhores condições de trabalho e atendimento ao público. Os primeiros sete quilômetros fizeram o percurso que saía da prefeitura, no bairro Jardim Jalisco, e se estendia até a Agência de Saneamento do Município de Resende (Sanear), localizada no bairro Morada da Colina. Depois nos outros seis quilômetros ligamos a Sanear ao bairro Cidade Alegria”, lembrou o superintendente, ressaltando que a utilização da fibra óptica otimiza a velocidade da internet e permite que a transmissão de dados tenha mais eficácia.

Resende Inteligente

A modernização de Resende começou em 2017 quando a nova gestão pontuou a necessidade de melhoria na tecnologia do município. Por isso, foi criado o Resende Inteligente, com o objetivo de interligar os pontos públicos e integrar os sistemas internos da Prefeitura, além de disponibilizar internet gratuita à população em locais específicos como Parque das Águas e Hospital de Emergência.

Com este programa, foi possível economizar cerca de R$ 2 milhões na área de Tecnologia da Informação ao cortar contratos terceirizados e centralizar os trabalhos na Prefeitura, proporcionando autonomia para a prestação deste tipo de serviço.

De maneira resumida, a prefeitura é responsável por todo o processo de administração da rede, gerando economia aos cofres públicos.