Queda de barreira impede liberação da Via Sérgio Braga

0

BARRA MANSA

Inicialmente prevista para ser liberada às 13 horas e depois às 18 horas de ontem, a Via Sérgio Braga teve novo desabamento no final da tarde. A limpeza já estava praticamente concluída, quando mais terra desceu. O prefeito Rodrigo Drable disse que acreditava que seria necessário retirar mais 150 caminhões cheios de entulhos. “A terra não parava de avançar. É preocupante. Vai demorar mais um tempo para liberar com segurança”, disse por volta das 17h30min. Após às 22 horas, o prefeito comunicou que a Via Sérgio Braga não apresentava segurança para liberação. “O deslizamento que houve, pode colocar em risco os veículos. Não posso liberar o trânsito e colocar vidas em risco. Faremos toda a remoção para permitir a liberação da via. Uma vida vale todo nosso esforço. Mais um dia pode nos dar a segurança necessária para que não tenhamos risco. Sei que isso gera transtorno e sei que muitos farão críticas. Mas não posso colocar nenhuma vida em risco”, disse, informando que até às 17 horas desta quinta-feira, o serviço estará concluído.
O secretário de Ordem Pública, Luiz Furlani, registrou o momento em que a terra começou a descer. A Via Sérgio Braga está fechada para passagem de veículos desde a última segunda-feira depois de um temporal que atingiu o município durante a madrugada e ocasionou em diversos deslizamentos de terra no local.
Na manhã de ontem, antes da queda da nova barreira, cerca de 100 homens intensificaram o serviço para desobstruir a pista, que é um dos principais acessos para Volta Redonda. O prefeito Rodrigo Drable solicitou apoio do Tiro de Guerra de Barra Mansa, que deslocou 35 homens para o auxílio, além dos funcionários da Secretaria de Manutenção Urbana, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae).
De acordo com o coordenador dos Resíduos Sólidos do Saae, Jackson Rabelo, já tinham sido retirados 65 caminhões com lama até a tarde. “São cerca de dois mil toneladas de materiais retirados da rua. Parte desses resíduos está sendo descartado no Centro de Tratamento de Resíduos (CTR) e outra parte no programa Bota-Fora”, contou.
Segundo o subtenente Nunes, prefeito solicitou para que o Tiro de Guerra auxiliasse na desobstrução da Via Sérgio Braga. “Chegamos ao local às 7 horas dessa quarta-feira (ontem), com o intuito de ajudar a nossa cidade, é como o exército costuma falar: Braço Forte, Mão Amiga”, destacou.
Na madrugada de ontem mais um deslizamento ocorreu no município, dessa vez no bairro Vila Elmira, deixando a entrada do bairro inacessível.

DOAÇÕES PARA FAMÍLIAS PREJUDICADAS

Ainda na manhã de ontem a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos recebeu uma expressiva doação para as vítimas das chuvas. Foram 11 toneladas de água mineral entregue pelo Grupo Mil. Além disso, a campanha tem adesão de outros grupos privados e entidades, como o Supermercado Royal e o Centro Universitário de Barra Mansa (UBM) e alunos do Colégio Estadual Baldomero Barbará. A Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro também enviou para o município colchões e kits enchente, contendo travesseiro, cobertor e fronhas.
Segundo a secretária de Assistência Social, Ruth Coutinho, o órgão atendeu 35 famílias desalojadas, totalizando 165 pessoas. “Contabilizamos 114 adultos, 18 idosos, um deficiente e 32 crianças. Há outras famílias atingidas pelas chuvas, mas que não demandam pelos nossos serviços, pois conseguem se recompor sem o nosso auxílio”, detalhou.