PRTB será reestruturado no Estado visando eleições de 2022

0

BARRA MANSA

Com a missão de reestruturar o PRTB em todo o Estado, o presidente estadual do partido, Antonio Carlos dos Santos, no cargo desde o dia 6 de janeiro deste ano, está visitando regiões. Ele esteve na sede do A VOZ DA CIDADE, onde falou da meta da legenda em eleger em 2022 dois candidatos a deputado federal, três deputados estaduais, o próximo governador e um senador.

“Dividimos o estado por regiões e o Sul Fluminense terá um papel fundamental. Na região já existem diretórios em todas as cidades, mas nossa meta no estado é chegar a 80 (atualmente são 42). Temos 22 vereadores eleitos e o prefeito interino de Itatiaia, Imberê Moreira e vamos crescer através dos pensamentos do general Mourão (vice-presidente da República). Nossa meta é trabalhar com pessoas que realmente somarão”, disse, frisando que essa reestruturação significa ainda o partido estar grande para 2024 – eleição de prefeito e vereadores.

Questionado sobre quem poderia vir para o Governo do Estado, o presidente do PRTB citou o próprio general Mourão, que tem a possibilidade de vir como candidato a governador ou senador. “O partido o deixou à vontade para escolher”, contou Antonio Carlos.

Antonio Carlos dos Santos contou que foi convidado no final de dezembro do ano passado para se filiar ao PRTB e cuidar de todo o Estado. Ele é aposentado da Polícia Federal. Já foi superintendente da Funasa no Rio de Janeiro em 2019. Logo depois foi chamado a ser diretor financeiro e administrativo do Detran onde ficou até abril de 2020 e foi para a subsecretaria Estadual de Administração e de Ações Estratégicas. Saiu em dezembro e foi convidado para ser Secretário de Ordem Pública de Itaguaí. Segundo Antonio Carlos, antes de ser convidado para esses lugares, construiu sua vida e sente que pode dar uma contribuição no Estado lutando contra corrupção. “Não adianta que não divido meu CPF com ninguém”, apontou se referindo ao período em que ficou no Detran e foi exonerado por, segundo ele, querer fazer uma gestão moderna e transparente. “Fui convidado ao PRTB por ter uma ligação institucional de anos com o general Mourão com essa missão de reestruturar o partido no momento em que há escândalos políticos no estado”, concluiu.

 

 

error: Conteúdo protegido !