Próximo ao término do mandato, Mesa Diretora da Alerj aceita pedido de impeachment de Pezão

0

ESTADO

Após ficar parado há mais de um ano, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aceitou nesta terça-feira, dia 4, o pedido feito pelo Psol solicitando o impeachment do governador preso Luiz Fernando Pezão. Agora, cada líder de partido indicará um membro para uma comissão especial responsável por elaborar um parecer sobre o tema. O documento aprovado pelo grupo será encaminhado ao plenário da Casa. O pedido foi aceito faltando menos de 30 dias para o mandato de Pezão terminar, em 31 de dezembro deste ano.

O documento foi protocolado quando o então presidente da Alerj, Jorge Picciani (MDB), agora em prisão domiciliar após Operação Cadeia Velha, mandou arquivar outros pedidos semelhantes. O Psol alegou gestão pública temerária no controle do Orçamento, que resultou em uma grave crise econômica. Cita ainda o descumprimento de decisões judiciais por Pezão, além de problemas na saúde e na falta do pagamento de servidores terceirizados e prestadores de serviço. Isso desde 2015. A representação incluía pedido de impeachment também do governador em exercício Francisco Dornelles. Essa parte do documento não foi aceita

Pezão foi preso na última quinta-feira, acusado de receber R$ 40 milhões em propinas.

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !