Promulgada lei que ajudará pessoas com deficiência auditiva e visual nos ônibus de Resende

0

RESENDE

O vereador Tiago Forastieri (PP) está comemorando mais uma lei de sua autoria que foi promulgada. Ela promete facilitar a vida de Pessoas com Deficiência (PCDs) que utilizam o transporte público em Resende. A lei estabelece que os ônibus contenham um dispositivo sonoro luminoso, tanto no interior quanto no exterior do veículo, para fornecer a pessoas com deficiência visual e auditiva informações básicas sobre a viagem.

A medida será colocada em vigor nas futuras concessões que serão realizadas após a promulgação. Atualmente a concessão da empresa que opera o transporte público na cidade, que está prestes a ser licitada. A partir de nova licitação, essa norma precisa estar estabelecida. E para garantir isso, o vereador informou que já fará o comunicado também ao Tribunal de Contas e ao Ministério Público sobre a existência da lei.

O artigo segundo da lei determina que ao se aproximar de um ponto de embarque e desembarque deverá ser anunciado o dispositivo de forma compreensível e exibir as seguintes informações: local em que se está realizando a parada para fins de embarque e desembarque; tempo estimado até o próximo ponto de embarque e desembarque; integração a outros modais de transportes; destino final da viagem; outras informações úteis a viagem dos usuários. “Basta nos colocarmos no lugar dessas pessoas para perceber que elas terminam dependendo da ajuda de terceiros para obter essas informações, o que causa transtorno a elas e é nitidamente contrário às políticas de inclusão”, apontou o autor da Lei Tiago Forastieri.

O vereador, que tem a causa de pessoas com deficiência muito forte em seu mandato, ele já está no terceiro, contou que o projeto de lei foi uma demanda das pessoas que têm a deficiência visual e auditiva. “Eles me deram modelos existentes em outras cidades e fui estudando e fizemos o projeto. Na nossa região será a primeira cidade a contar com esse aviso sonoro e luminoso nos ônibus”, informou Tiago, completando ainda que é possível ainda inovações tecnológicas por parte da empresa vencedora da licitação, que pode criar um aplicativo também para essa informação da chegada e parte dos ônibus nos terminais.

Segundo ele, falando da próxima concessão, tendo esse serviço previsto em lei e as rampas funcionando a cidade dará um passo muito importante no quesito acessibilidade.

Forastieri é autor de diversas leis que beneficiam os portadores de necessidades, como a que cria a Carteira Municipal do Autista e também a Carteira Municipal da Pessoa com Deficiência. Essas duas dão atendimento prioritário a essas pessoas em estabelecimentos. Além disso, ele é o autor da lei que incluiu o símbolo do autismo nas placas de atendimento preferencial. “Trabalho desde o primeiro mandato com o foco nas pessoas com deficiência e na educação”, concluiu Tiago Forastieri.