Movimentação gera fila para compra de ovos de chocolat

0

BARRA MANSA

Na manhã desta sexta-feira, dia 2, o A VOZ DA CIDADE foi as ruas de Barra Mansa para ver como estava o movimento nas lojas de vendas de ovos de chocolate e nas peixarias e, diferente do que foi visto no decorrer da semana, o movimento estava bem menor.

Mas ainda assim era possível ver fila em uma grande loja, no Centro, mas que estava sendo controlada pelo gerente do estabelecimento que ´preferiu não se identificar. Ele foi questionado por nossa equipe sobre o decreto que determina que um funcionário da loja acompanhe o consumidor durante as compras. “Nosso alvará de funcionamento é de supermercado e por este fato não precisamos ter um funcionário acompanhando o cliente. Mas estamos controlando o acesso ao interior da loja”, explicou o gerente.

Para entrar na loja funcionário media a temperatura do cliente – Foto: André Matheus

Ele ainda comentou sobre a fiscalização que teve na loja durante a semana, pois estava havendo certa aglomeração na porta da loja. “A fiscalização esteve aqui e recomendou que controlássemos a fila e, desde então estamos fazendo o controle da fila afim de evitar a aglomeração. Outro ponto que reforçamos os cuidados foi com relação aos dispensers com álcool no interior da loja. Além disso, na entrada há uma funcionária já higienizando as mãos dos clientes e ainda temos a medição da temperatura. Estamos seguindo o que determina o decreto” reforçou o gerente do estabelecimento.

Higienização das mãos com álcool 70% é feita antes de entrar na loja – Foto: André Matheus

Sobre a compra presencial ou ainda pelo delivery, nossa equipe conversou com Sandra Alves, de 26 anos, que mora no bairro Goiabal, que estava na fila a cerca de 20 minutos. Ela disse que resolveu enfrentar a fila, por conta do preço. “Tenho um filho e dois sobrinhos e tenho que dar um ovo de chocolate para cada um e o preço aqui está bem mais acessível. Nas outras lojas, se eu for pedir pelo delivery, acaba ficando mais caro e nos dias atuais, o que puder economizar estou economizando”, disse Sandra reforçando, mostrando um frasco de álcool gel, que está tomando os cuidados necessários devido a pandemia.

Nas peixarias, apesar do horário, ainda tinha muita gente a procura de um peixe, ainda para o almoço da sexta-feira. Como o caso da dona de casa Mariana Santos, de 45 anos, do bairro Piteiras. Ela disse que, apensar das restrições por conta da Covid-19, não teve como deixar de buscar um peixe para o almoço da sexta-feira santa. “Tenho ciência do momento que estamos passando, sei da gravidade desse vírus, mas tomeis todos os cuidados necessários com relação ao coronavírus. Vim de carro com meu filho, estamos de máscara e no carro tem o frasco com o álcool 70%. Mas o peixe de hoje, que é sagrado, está garantido”, disse a dona de casa.

Movimento na peixaria também foi bastante tranquilo; os consumidores estavam de máscara – Foto: Fábio Guimas

O jornal fez contato com o Xisto Vieira Neto, que é diretor de produtos e serviços da CDL de Barra Mansa. Ele comentou que as pessoas devem, sempre que possível, optar pelo serviço de delivery. “No atual momento, todo comerciante se adequou ao serviço de entrega em domicílio e isso facilita a vida do consumidor nesse período de pandemia. No entanto, ainda há, como é o caso do comércio de ovos de chocolates que, na sua grande maioria, não conta com esse tipo de serviço. Recomendo que caso seja de extrema necessidade o consumidor sair de casa para comprar algo, que ele vá, mas que não se esqueça de se proteger, pois a proteção individual irá gerar a proteção coletiva”, comentou Xisto Neto informando que apenas as lojas e comércios relacionados aos produtos da Páscoa estavam abertos nesta sexta-feira e que o comércio de produtos não essenciais funciona neste sábado, dia 3, de 9 às 13horas; bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres, no sábado, dia 3 e domingo, dia 4, de 11 às 15 horas.