Pró-reitor do UGB-FERP é eleito presidente da Academia Nacional de Medicina

0

SUL FLUMINENSE

O pró-reitor de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão do Centro Universitário Geraldo Di Biase (UGB-FERP), Dr. Francisco José Barcellos Sampaio, foi eleito no último dia 25, presidente da Academia Nacional de Medicina para o biênio 2022-2023. Essa é a segunda vez que o Dr. Sampaio ocupa o cargo de presidente da entidade. A primeira foi de 2015 a 2017.

Dr. Sampaio é médico urologista com uma trajetória muito relevante na medicina, sendo reconhecido entre os 600 cientistas de instituições brasileiras, de todas as áreas do conhecimento, que estão elencados entre os mais influentes do mundo, de acordo os top 2% da Tabela-S6-career-2019 (Journal Plos Biology, outubro de 2020). Além disso, ele é professor titular da Unidade Urogenital da UERJ, Pesquisador 1-A do CNPq e Cientista do Estado da FAPERJ. Foi coordenador de cirurgia na CAPES por seis anos e meio e editor da Revista Internacional de Urologia da SBU por 11 anos. Possui mais de 100 capítulos de livros, um livro no exterior, mais de 250 artigos internacionais e orientou mais de 90 teses de mestrado e doutorado.

No UGB-FERP, Dr. Sampaio está à frente dos processos de pesquisa, extensão e também da pós-graduação, desde 2011, e tem realizado importantes ações que resultaram em crescimento e amadurecimento das práticas de pesquisa na instituição. Mais recentemente, está coordenando um grupo de trabalho com vistas a abertura do curso de graduação em Medicina no campus de Barra do Piraí. “O projeto de Medicina do UGB é muito inovador e contribuirá grandemente com a formação de médicos na nossa região”, afirmou Sampaio.

O reitor do UGB-FERP, Dr. Geraldo Di Biase Filho, também médico urologista e amigo pessoal de Sampaio, comentou sobre o assunto. “O UGB se orgulha das realizações do Dr. Sampaio e deseja a ele muito sucesso na condução da Academia Nacional de Medicina, que é uma instituição muito importante e contribui para o estudo, a discussão e o desenvolvimento das práticas da medicina no nosso país”, destacou Dr. Geraldo.

Vale ressaltar que a história da Academia Nacional de Medicina confunde-se com a história do Brasil e ela é parte destacada na evolução da medicina no país. Foi fundada sob o reinado do imperador D. Pedro I, em 30 de junho de 1829, e desde então seus membros se reúnem regular e ininterruptamente para tratar de assuntos médicos, o que a torna a mais antiga entidade científica dedicada à saúde no Brasil.