Preta Gil apresenta ‘Mais Preta que nunca’ no Teatro Gacemss  

0

VOLTA REDONDA

O Teatro Gacemss recebe na próxima sexta-feira Preta Gil na peça ‘Mais Preta que nunca’. A peça é às 20h30min, com classificação de 12 anos. Ingressos a venda no local ou pelo WWW.ingressodigital.com.

Em palco, Preta Gil finalmente abre sua ‘caixa preta’ que, aos quarenta e cinco anos de vida e dezessete de carreira, está repleta de histórias para contar e músicas para cantar. Testemunha ocular de grandes histórias dos bastidores do showbiz brasileiro, Preta divide o espetáculo, dirigida pelo ator e diretor Otávio Muller, pai de seu filho Francisco Gil – que assume a direção musical e que tem roteiro de Daniela Ocampo, em blocos temáticos que recontam sua trajetória e aventuras.

Neste novo espetáculo, Preta estará muito próxima da plateia com a qual interage e envolve na cena. No palco, a cantora fez questão de estar acompanhada de uma banda formada só por mulheres, com Zinha Franco no baixo, Flávia Belchior  na percussão e bateria, e Taís Feijão no violão e guitarra.

O público que acha que a conhece bem ficará surpreso com suas revelações bem humoradas, e os que não a conhecem tanto terão a oportunidade de conhecê-la ‘Mais Preta que Nunca’.

Nascida no berço esplêndido da MPB tropicalista nos anos 70, criada no epicentro da cultura pop / rock intelectual dos anos 80 e 90, a cantora, atriz e apresentadora fará no teatro o primeiro monólogo autobiográfico e musical de sua carreira: Um Stand Up Comedy costurado por músicas que permeiam sua história, acompanhado por uma banda só de mulheres.

Entre as músicas, além de sucessos da cantora como ‘Sinais de Fogo’ e ‘Vá se Benzer’, uma seleção de hits de várias épocas que inclui Frenéticas, Gretchen, Menudo, RPM, Paralamas do Sucesso, Blitz, Gilberto Gil, entre muitos outros.

‘Mais Preta que Nunca’ será a segunda experiência de Preta Gil no gênero teatral. Em 2006 ela encarnou o travesti Ivanildo Pereira/Linda Lee no musical ‘Um Homem Chamado Lee’, que comemorou os 40 anos de carreira de Rita Lee, no Teatro Folha, em São Paulo.

 

 

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !