Presidente da Câmara de Vereadores de Volta Redonda recebe demandas socioambientais do MEP  

0

 VOLTA REDONDA

Na noite de terça-feira, dia 25, a equipe ambiental do Movimento Pela Ética na Política (MEP), ligada à equipe ambiental do Movimento, apresentou ao presidente da Câmara de Vereadores de Volta Redonda, Nilton Alves de Faria, o Neném (DEM), demandas socioambientais, fruto de mais uma pesquisa da equipe coordenada pelo professor, ecólogo Fernando Pinto, e os também professores Michel Bastos e Francisco Gurgel, como o acadêmico de direito, Rodrigo Beltrão. Estiveram presentes também os vereadores Cacau, Paulino AP, Rodrigo de Ávila, Vander Temponi e Sidney Dinho.

Durante o encontro, que aconteceu no Gabinete da Presidência, o ecólogo Fernando Pinto agradeceu a abertura da agenda do presidente  e ressaltou a importância dos legisladores no processo de fiscalização e criação de leis em parceria com a comunidade. Na sequência, apresentou a Pesquisa Socioambiental realizada pelo Movimento em março de 2021, coordenada pela professora Ana Vasconcelos, do laboratório de pesquisa da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da equipe do MEP.

PLURALIDADE DE REPRESENTAÇÕES

O ecólogo destacou que o Legislativo é muito importante na sua pluralidade de representações. “A Pesquisa do MEP aponta referentes preocupações socioambientais, que certamente ajudarão nas correções e recuperação de ambientes, para que a qualidade de vida seja melhor para todos no tocante às questões socioambientais”, disse Fernando, ao comentar a pesquisa entregue ao presidente do Legislativo.

Na sequência, os outros membros da equipe ambiental também pontuaram várias demandas, entre elas a poluição do ar e do Rio Paraíba, ‘montanha de escória’, posição de Volta Redonda no terceiro lugar em áreas contaminadas no Estado do Rio, educação ambiental, concurso público na área ambiental, ICMS Verde, saneamento, coleta seletiva e Plano Diretor.

IMPORTANTES POSSIBILIDADES

Os vereadores reagiram sinalizando importantes possibilidades, sendo alguns pontos já em andamento. O presidente da Casa, por sua vez, solicitou ao vereador Paulinho AP, membro do Conselho Municipal do Meio Ambiente para informar algumas questões. “Já pautamos no conselho a questão do monitoramento do ar, o chorume do ‘lixão’, a recuperação da Lagoa do Belvedere e agora vamos incluir na pauta a Pedreira da Voldac, questão que tem evoluído no diálogo com o Executivo”, declarou Paulinho AP.

Os vereadores Cacau, Paulino AP, Rodrigo de Ávila, Vander Temponi e Sidney Dinho, também consideram às questões do Movimento importantes. No final da reunião, Neném comentou que, embora tenha muita dificuldade da presença das pessoas na Câmara, a contribuição do Movimento é muito importante. “Estamos sendo cobrados pelo Ministério Público para entregar o Plano Diretor até setembro. A questão ambiental é muito importante constar dele. Vou acionar a comissão para entrar em contato com o MEP”, declarou o presidente, com o indicativo de provocar uma audiência, espécie de plenária conjunta, online, via Câmara com outros segmentos. “Foi muito positivo o encontro, a Câmara mostrou-se aberta, inclusive ficaram de nos chamar para discutir Plano Diretor e Mobilidade Urbana”, disse o professor Fernando.