Prefeitura realiza simulado em casos de desastres naturais

0

RESENDE

Aproximadamente 200 pessoas participaram, na segunda-feira, de um simulado, envolvendo diversos setores da Prefeitura e outros órgãos do município, entre eles, a Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), Corpo de Bombeiros e Cruz Vermelha. O treinamento aconteceu em uma área localizada na entrada do bairro Surubi, na periferia da cidade. O exercício é uma exigência do Ministério Público e visa avaliar a capacidade de reação dos órgãos envolvidos, caso ocorra algum desastre natural na cidade.

O simulado é realizado uma vez por ano e envolve uma grande estrutura, como ambulâncias, um ônibus, carros do Exército, diversas tendas e até um helicóptero da Aman. “Este exercício é realizado anualmente para medirmos o tempo resposta do nosso Plano de Contingências. Além disso, o simulado também é uma grande oportunidade para que a população possa conhecer de perto como funciona o sistema de alerta da Defesa Civil do município e para que as equipes envolvidas possam colocar em prática o que precisa ser feito no caso da ocorrência de desastres naturais”, disse o diretor da Defesa Civil, Atanagildo Oliveira.

Segundo o diretor da Defesa Civil da Prefeitura, Atanagildo Oliveira Alves, o simulado foi iniciado no momento que o órgão recebeu a informação de que chuvas fortes provocaram um deslizamento de terras no bairro Surubi, afetando casas e fazendo vítimas. “A partir daí, todos os órgãos envolvidos no processo de socorro e retirada das famílias do local entraram em ação. Neste momento, a Defesa Civil começou a medir o tempo de resposta de cada um, conforme prevê o Plano de Contingências do município”, explicou Alves, ressaltando que o exercício envolveu também várias secretarias da prefeitura. “Os profissionais da secretaria municipal de Assistência Social e Direitos Humanos fizeram o trabalho de convencimento das famílias para que elas deixassem o local de risco e seguissem para um abrigo provisório indicado pela Prefeitura. Coube a secretaria de Saúde junto com outros órgãos, fazer a remoção e o atendimento das vítimas, além da triagem dos moradores que de alguma forma foram afetados pelo desastre. Também participam do simulado, a Guarda Municipal e a Superintendência de Transporte e Trânsito (SUMTRAN), além da Educação e Esporte e Lazer, que apoiam o exercício cedendo o Ciep para abrigar as famílias desalojadas, e as tendas, onde as vítimas serão socorridas. Um helicóptero da Aman foi utilizado para o transporte de uma vítima que ficará soterrada durante o simulado”, enumerou.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !