Prefeitura oferece acompanhamento de fonoaudiólogo para suporte pacientes que superaram a Covid-19

0

RESENDE

A prefeitura continua se mobilizando para conter o avanço da Covid-19 e também para prestar todo suporte possível àqueles que superaram a doença. Além do acompanhamento psicológico e de fisioterapia, a administração municipal, mobilizou um ambulatório próprio para esses pacientes, também está prestando serviço de fonoaudiologia nos cuidados posteriores aos impactos da doença.

O acompanhamento de fonoaudiologia acontece nos casos de pessoas que passaram por intubação prolongada e precisaram usar via alternativa de alimentação e adaptação de dieta. Além destes casos, os pacientes podem apresentar, como reflexo, a disgeusia (diminuição da gustação) e a anosmia (perda do olfato), problemas que acarretam na necessidade de tratamento fonoaudiológico para recuperação das funções.

De acordo com a coordenadora de fonoaudiologia do município, Geórgia dos Santos Francisco, a perda de olfato e a redução da gustação são sintomas característicos e bem presentes nos pacientes diagnosticados com a Covid-19. Além de Geórgea dos Santos Francisco, que coordena de forma geral o serviço oferecido no município, o atendimento de fonoaudiologia pós-covid conta com a disponibilidade da fonoaudióloga Michelle Dantas. “Esta foi mais uma forma importante que a prefeitura de Resende encontrou para oferecer suporte à população neste momento difícil. A fonoaudiologia é uma área essencial na recuperação do olfato e da gustação principalmente. Nesses casos, o tratamento fonoaudiológico acontece através do procedimento da laserterapia, que potencializa o tratamento, uma vez que o olfato e o paladar são sentidos essenciais e interferem diretamente na qualidade de vida dos indivíduos. Vamos continuar sem medir esforços para a retomada de uma vida normal e livre de sequelas”, explicou o secretário municipal de Saúde, Alexandre Vieira, o Tande.

AMBULATÓRIO PARA TRATAMENTO PÓS-COVID

Em maio de 2020, a gestão municipal destinou um ambulatório próprio para o acompanhamento e tratamento de pacientes que passam pela internação.

A chefe e coordenadora Mayana Raposo Ferreira Nolasco é quem acompanha cada um dos casos e encaminha os casos com necessidade de tratamento posterior à internação. Todos os pacientes que passam por esse acompanhamento podem entrar em contato com o serviço do ambulatório através de um número de telefone.