Prefeitura de Resende emite decreto permitindo funcionamento de academias, igrejas e clubes

0

RESENDE
Em novo decreto emitido nesta quarta-feira, 27,  que já entrou em vigor, a Prefeitura de Resende dá um passo para aumento da flexibilização do isolamento social. É a primeira cidade da região a estender os locais que podem funcionar em virtude da pandemia do coronavírus. As aulas da rede pública e particular permanecem suspensas, mas o prefeito Diogo Balieiro Diniz libera o funcionamento de academias, igrejas e clubes a partir desta quinta-feira, 28.
Sobre as academias, o prefeito determina no decreto que algumas regras devem ser cumpridas, como uso de álcool gel para higienizar os equipamentos (a cada início de atividade), assim como pisos, paredes e o banheiro (pelo menos uma vez ao dia). Na entrada disponibilizar álcool gel 70% para clientes e funcionários; desativar todos os equipamentos de registro com digital. Cada aluno pode permanecer dentro do estabelecimento no máximo por uma hora. O limite de lotação deverá ficar em 30%. Todos precisarão usar máscaras dentro dos locais. A aferição de temperaturas também será outra obrigação e os que tiverem apresentando sintomas como coriza, tosse, febre ou mal-estar não poderão entrar. Está vedada a realização de atividades que gerem contato físico entre os praticantes, assim como as aulas coletivas. Cada aluno precisará levar sua água, que será de uso individual. Idosos com mais de 60 anos serão orientados a não frequentarem os estabelecimentos.
Com relação aos clubes, o decreto estabelece que permanecem vedadas as atividades que impliquem no uso de piscinas. As praças, parques e jardins públicos terão seu funcionamento autorizado a partir do dia 1o de junho. Sobre os parques serão abertos apenas o Horto do Paraíso, Parque das Águas e Tobogã, das 6 às 22 horas. O Horto do Paraíso será aberto tão logo terminem as reformas no referido equipamento público. Aglomerações serão reprimidas pela Guarda Municipal.
IGREJAS E TEMPLOS
Nas igrejas e templos religiosos a lotação máxima autorizada será de 30% da capacidade dos locais para cultos e missas, reuniões e celebrações. Deverá ser disponibilizado na entrada o álcool gel e todos precisarão usar máscaras. Temperaturas precisarão ser aferidas por todos os frequentadores nas entradas dos templos. “Os lugares de assento deverão ser disponibilizados de forma alternada entre as fileiras de bancos, devendo estar bloqueados de forma física aqueles que não puderem ser ocupados”, diz trecho do decreto. As pessoas ficarão separadas umas das outras por 1,5 metro de distância.
A recomendação é que os idosos acima de 60 anos não compareçam aos locais e permaneçam em casa, já que os locais continuarão transmitindo as celebrações via internet. “As igrejas e templos poderão aumentar o número de cultos e reuniões, se for o caso, a fim de atenderem a capacidade de lotação descrita neste artigo”, diz o decreto.
COMÉRCIO
No decreto é estipulado que permanece autorizado o funcionamento dos estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços. Funcionamento continua de segunda a sexta-feira, das 10 às 18 horas. Já os shoppings, de segunda a sexta, das 12 às 20 horas. Aos sábados poderão abrir apenas as atividades médicas (inclusive laboratórios, clínicas e óticas), postos de combustíveis, transportadoras, mercados, açougues, hortifrútis, padarias, casa de ração e insumos agrícolas, loterias, serviços funerários, restaurantes e lanchonetes, lojas de conveniência, borracharias, oficinas mecânicas e lojas de material de construção.
Os restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência poderão funcionar até o dia 14 de junho com até 30% de sua ocupação, até as 18 horas. Após esse horário, os restaurantes e as lanchonetes somente poderão funcionar pelo sistema de delivery. Já a partir do dia 15, poderão funcionar com até 30% de ocupação até às 23 horas.

error: Conteúdo protegido !