Prefeitos da região devem ter apoio da maioria dos eleitos para as câmaras

0

SUL FLUMINENSE

Um levantamento feito pelo A VOZ DA CIDADE mostra que os prefeitos eleitos na região Sul Fluminense devem começar o mandato com o apoio de mais da metade das Câmaras Municipais. A pesquisa foi feita em 11 municípios da região, desses, em sete, os prefeitos começarão 2021 com maioria no Legislativo.  A cidade qual o Executivo terá mais apoio é Itatiaia, na qual das 11 cadeiras da Câmara, dez fazem parte da coligação do prefeito reeleito, Eduardo Guedes, o Dudu (PSC).

Para a análise, o jornal levou em conta os partidos da coligação do prefeito e também dos vereadores eleitos. A construção de uma base de apoio é importante para a gestão do prefeito, já que o Executivo depende do Legislativo para discutir e aprovar o Orçamento do município, Projetos de Lei (PL), entre outros.

As cidades em que o Executivo começará com apoio da maior parte do Legislativo são: Itatiaia, Pinheiral, Rio Claro, Resende, Barra do Piraí, Barra Mansa, Vassouras.  Já nas cidades em que o prefeito começará com menos apoio na Câmara são: Volta Redonda, Valença, Porto Real e Piraí.

Coligações e partidos

O prefeito reeleito de Barra Mansa, Rodrigo Drable (DEM), em sua coligação contou com o DC, DEM, PSDB, PP, PV, PSL e PL. Dos 19 vereadores eleitos, 11 são apoiadores de Drable, restando oito. Os partidos eleitos em Barra Mansa são: DEM (2), Republicanos (1), Cidadania (1), PSDB (1), PSC (2), PSL (3), PP (2), DC (2), PV (2), PT (1), PSD (1), PRTB (1).

Em Pinheiral, Ednardo Barbosa (PSC), prefeito reeleito, também terá maioria de apoio na Câmara no início de 2021. Ele realizou coligação com seis partidos: PP, PTB, MDB, PSL, PSC, DEM e PL. Das nove cadeiras, seis apoiadores ocuparão o Legislativo.  Os partidos que compõe a Câmara de Pinheiral são: PSC (3), PSL (1), MDB (2), DC (1), DEM (1), Republicanos (1).

O Executivo em Resende também terá maior apoio na câmara. Os partidos de vereadores eleitos são: Pode (2), DEM (4), PSD (2), PP (1), PL (3), Avante (1), Cidadania (2), Republicanos (1) e Patriota (1). Diogo Balieiro, reeleito pelo DEM, teve em sua coligação o PL, PODE, PSDB e PSD, totalizando 11 apoiadores entre os 17 eleitos.

Em Barra do Piraí são11 vereadores eleitos, sendo do DEM (2), Republicanos (2), Cidadania (2), PL (2), PRTB (1) e Patriota (2). O prefeito reeleito, Mario Esteves (Republicanos), realizou coligação com o DEM, MDB, PSC, PL, PTB, PSDB, PSL, PSD, obtendo seis apoiadores na Câmara para o início do novo mandato.

Itatiaia é o município qual o Executivo terá mais apoio no início do próximo ano. São 11 cadeiras na Câmara, sendo dez eleitos da coligação de Dudu (PSC), que compõe os seguintes partidos: DEM, PSL, PP, Solidariedade, Republicanos, PRTB e PROS. Os vereadores eleitos no município são do Solidariedade (3), DEM (2), PSC, (2), PRTB (2), PP (1), PTB (1).

Em Rio Claro os eleitos são dos partidos PSC (3), Republicanos (3). Solidariedade, (3), DEM (1) e MDB (1). A coligação do prefeito reeleito, José Osmar (PSC), contou com o Solidariedade e Republicanos, obtendo nove apoiadores das 11 cadeiras da Câmara.

Em Vassouras, Severino Dias (DEM), com a coligação PP, PL, PSDB e PSD, terá oito apoiadores da Câmara, que é composta por 13 cadeiras. Os partidos eleitos foram: PSD (3), PSC (3), DEM (3), PP (2), Republicanos (2).

Começarão com menos apoio

Em quatro municípios, a coligação formada pelo prefeito elegeu menos da metade para a Câmara. A cidade com menos apoio para o Executivo é Volta Redonda, que terá apenas quatro cadeiras no início de 2021, em um total de 21. Neto (DEM), prefeito eleito, realizou coligação com dois partidos: PTB e PMB. Os vereadores eleitos na cidade do Aço são dos seguintes partidos: PSB (2), PSC (4), DC (1), PL (2), DEM (2), Patriota (1), Republicanos (1), Solidariedade (1), PSD (1), PTB (1), PP (2), PT (1), PSDB (1) e PMB (1).

Em Porto Real apenas três fazem parte da coligação do prefeito eleito, Alexandre Serfiotis (PSD), que coligou com o DEM, Avante, Republicanos, PSC, PL, PATRIOTA, PSD, MDB, PSL e Pode. A Câmara é composta por 11 cadeiras, os eleitos foram dos partidos: PDT (2), PTB (1), Avante (1), DC (1), PRTB (1), PSD, (2), Cidadania, (2) e PSDB (1).

Piraí também tem 11 cadeiras no Legislativo, sendo eleitos os vereadores do seguinte partido: PL (1), PSB (2), Avante (1), DEM (1), PSC (1), PDT (2), Patriota (1), MDB (1) e Republicanos (1). Tutuca (PSC), prefeito eleito, contará no início do mandato com cinco apoios na Câmara, que fazem parte da sua coligação: DC, Republicanos, MDB, PSL, Solidariedade, PSC, PL, DEM e Patriota.

E, por fim, Valença, que elegeu 12 vereadores dos partidos PP (2), PMB (1), Patriota (1), PSC (1), DEM (1), PRTB (1), PSC (1), PL (2), MDB (1) e Cidadania (1). Fernandinho Graça (PP), prefeito reeleito no município, realizou coligação com o PL, Cidadania, Patriota e DEM, obtendo metade de apoio da Câmara para o início do novo mandato.

error: Conteúdo protegido !