Prefeito Samuca Silva reinaugura Restaurante Popular

0

VOLTA REDONDA
O município ganhou, ontem, um novo Restaurante Popular. Sob a direção do Governo Municipal, o espaço, que já está funcionando na Avenida Integração, no bairro Aterrado, mesmo local onde era o Restaurante Popular do Governo Estadual, fechado em 2016, vai servir até 1.5 mil refeições diárias, além de 600 cafés pela manhã. Segundo informou o prefeito Samuca Silva (Sem Partido), que se emocionou ao agradecer aos vereadores por terem permitido que a nova unidade levasse o nome de sua sogra, Diva Cardoso Bartolini, falecida no ano passado, o novo espaço vai oferecer uma alimentação de boa qualidade e por um preço acessível.
Com funcionamento de segunda a sexta-feira, das 7 às 9 horas para o café da manhã, no valor de R$ 1,50; entre 11 e 15 horas para almoço, que custará R$ 3,50 para a população em geral e R$ 2 para os beneficiados dos programas do Governo Federal. O novo Restaurante Popular deverá atender ainda, com isenção de pagamento, os moradores de rua cadastrados no Centro Pop e no Abrigo Municipal.
Em seu discurso de inauguração, Samuca fez questão de lembrar que ao assumir o governo pegou o espaço fechado. “Pegamos o local fechado e agora vamos reabri-lo com recursos próprios. Depois de municipalizar a UPA do Santo Agostinho, agora reabrimos esse importante instrumento que é o restaurante, uma conquista de todos nós de Volta Redonda”, discursou o prefeito, ressaltando que o Restaurante Popular tem um papel fundamental na construção de uma cidade mais justa, mais humana e ainda dá oportunidade a quem não tem o que se alimentar. “É a grande prova da competência desse governo. O restaurante mostra a eficiência em governar para quem mais precisa”, completou Samuca. Outro que destacou a importância do Restaurante Popular para a cidade foi Edson Quinto. “Agradeço o empenho e o apoio recebido para reinaugurar o restaurante. Estou satisfeito com essa conquista”, falou.
LEI 5294
O vereador Granato, que acompanhou a inauguração, é autor da Lei 5294, que resultou na municipalização do restaurante. O parlamentar lembrou que, a iniciativa surgiu em 2016 depois que as empresas que administravam as unidades informaram que por causa de dívidas, que até então ultrapassam R$ 18 milhões, não iriam mais atender o estado. Além disso, as gestoras dos restaurantes populares também anunciaram o fechamento dos restaurantes populares e cortaram o convênio com o Governo do Estado. E segundo o vereador, foi pensando no grande público, que se beneficiava do Restaurante Popular de Volta Redonda, que ele decidiu criar o Projeto de Lei, que virou lei. E assim, municipalizar o restaurante para continuar atendendo a quem precisa. “O restaurante é uma parte muito importante para a cidade e que o trabalho constante é para fazer Volta Redonda crescer”, destacou, ressaltando que está muito satisfeito com a entrega do novo espaço para a população.
O espaço passou por adequação do sistema de incêndio, reestruturação elétrica e recuperação dos móveis. O prefeito destacou o esforço da administração municipal para reabrir o restaurante, incluindo a assinatura do Termo de Cessão do Governo do Estado do Rio de Janeiro, que permite ao município o uso de todos os equipamentos do restaurante.
Além do prefeito Samuca, vereadores e outros convidados, dezenas de pessoas estiveram presentes para experimentar as primeiras refeições do novo espaço. A dona de casa Eliana Maria Moreira, foi uma delas. Disse que ficou sabendo da inauguração e foi ate lá para conferir de perto se a comida é boa. Lembrou que quando o outro restaurante popular estava funcionando ela sempre comia lá, pois trabalha fora, mas não tem condições de pagar comida cara.

error: Conteúdo protegido !