Prefeito Samuca Silva recebe sindicato do funcionalismo de Volta Redonda

0

VOLTA REDONDA

O prefeito Samuca Silva se reuniu na tarde desta quarta-feira, dia 15, com o presidente e representantes do Sindicato dos Funcionários Públicos do Município de Volta Redonda (SFPMVR) e de uma comissão de servidores. O encontro aconteceu no gabinete do prefeito e serviu para esclarecer dúvidas sobre as recentes medidas de ajuste econômico, adotadas pelo município, e ouvir propostas para minimizar os impactos da crise financeira causada pela pandemia de Covid-19.

Dentre os assuntos abordados, estava o novo calendário de pagamento dos funcionários implantado pela prefeitura para os meses de julho e agosto. Os profissionais da saúde, educação e segurança recebem até o 7º dia útil do mês e o restante vai receber em duas parcelas de 50% do salário cada, uma até o dia 15 e outra até o dia 31 do mês.

O sindicato sugeriu priorizar o pagamento de funcionários que recebem um salário mínimo, alterando a porcentagem e a data de pagamento. Acompanhado do secretário municipal de Administração, Carlos Baía, e do procurador geral do Município, Dr. Augusto Nogueira, o prefeito Samuca anotou as propostas e afirmou que a equipe econômica da prefeitura irá analisar as possibilidades.

“As sugestões são sempre bem-vindas. Na próxima semana a equipe econômica pode se reunir com o sindicato e marcamos uma próxima reunião para vermos se é possível atender essas mudanças”, afirmou Samuca, lembrando que, em apenas dois meses, Volta Redonda teve uma queda de 30% de arrecadação, mais de R$ 22 milhões. Até o final do ano, a estimativa é de que esse valor alcance os R$ 90 milhões.

Durante a reunião, o prefeito esclareceu ainda dúvidas sobre temas como as quedas de arrecadação e de repasses como o Fundeb (Fundo da Educação Básica) e o ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Também explicou sobre a questão do pagamento dos aposentados com verba do VR Previdência, que só pode ser utilizado para quem se aposentou a partir de 2013. Para quem se aposentou antes desse período, a verba é toda tesouro do municipal, cerca de 9 milhões mês.

“Esse encontro serviu para esclarecer nossas ações e reaproximar a prefeitura do sindicato, com diálogo. Entendemos que o momento é difícil para todos e estamos adotando medidas que visam manter os salários sem atraso e os serviços públicos em dia”, explicou Samuca.

O prefeito lembrou ainda que a equipe econômica preparou o Programa de Ajuste Fiscal com objetivo de garantir aos cofres públicos R$ 63 milhões até dezembro de 2020. O documento aguarda apreciação da Câmara Municipal para ser colocado em prática.

error: Conteúdo protegido !