Prefeito fala sobre avanços, conquistas, diálogo com a CSN e parceria para o desenvolvimento da cidade

0

O aniversário de uma cidade é muito mais do que um marco na vida de cada cidadão, é sim, uma página que se vira para novas conquistas e desenvolvimento. É por isso o A VOZ DA CIDADE traz para este 17 de julho, quando o município comemora 65 anos, uma entrevista com o prefeito Samuca Silva. O Chefe do Executivo fala sobre avanços, conquistas, diálogo com a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), parceria para o desenvolvimento da cidade e muito mais.

Indagado sobre desde quando assumiu o Governo em 2017, em quais áreas que Volta Redonda mais cresceu, Samuca Silva citou várias. “Desde que assumimos a prefeitura, em janeiro de 2017, a cidade avançou como há muitos anos não acontecia. Nosso município hoje não é só a ‘cidade do aço’, se tornou a cidade das oportunidades, a cidade do emprego, a cidade referência em saúde para o Estado, a cidade da Rodovia do Contorno, do Restaurante Popular, do Hospital do Idoso, da Arena Esportiva e de tantas outras melhorias”, contou.

O prefeito fez questão de destacar que Volta Redonda foi a cidade do Estado do Rio de Janeiro que mais gerou empregos em 2018. Isso, de acordo com Samuca, que demonstra que é a ‘Cidade do Emprego’ mesmo em um período de crise. E isso, de acordo com ele só foi possível com a melhora no ambiente de negócios, a desburocratização na abertura de empresas, o Alvará Fácil, a implantação do Regin, o fim da taxa do MEI e o recadastramento dos ambulantes. “Por essas e outras medidas, como o Tarifa Comercial Zero, fomos reconhecidos nacionalmente vencendo o Prêmio ‘Prefeito Empreendedor’, que envolveu todas as cidades do Brasil, pelo Sebrae, uma instituição reconhecida no País”, destacou. “Estamos mudando paradigmas na cidade, tirando a visão provinciana do município, alterando legislações antigas, estimulando o empreendedorismo, investindo em Saúde, arrumando a casa fazendo uma gestão fiscal eficiente e, temos certeza, ainda vamos avançar muito mais”, completou o prefeito Samuca Silva.

CIDADE MAIS RICA DA REGÃO

Volta Redonda ainda é a cidade mais rica da Região Sul Fluminense. Sendo assim, o prefeito teve um importante papel na retomado do diálogo com a CSN. Disse Samuca que, a retomada do diálogo com a CSN era fundamental. “Não pode a Prefeitura de Volta Redonda ter rixa política com a maior geradora de empregos da cidade e a maior pagadora de impostos. Partiu de mim a abertura dessa porta com o presidente da empresa e vamos avançar”, explicou.

Samuca disse também que, mesmo em crise, a CSN manteve a empregabilidade, está pagando os impostos em dia, e ainda via investir na cidade. Lembrou que, somente com o Termo de Ajustamento de Conduta Ambiental, serão R$ 300 milhões investidos na Usina Presidente Vargas. “Também foram aprovados projetos imobiliários que serão feitos pela empresa”, frisou. “E ainda temos o Polo Metalmecanico, em parceria com a empresa, que vai atrair cerca de oito empresas da cadeia de aço para nossa cidade. Somente isso vai gerar cerca de quatro mil empregos diretos em nossa cidade”, completou.

Samuca lembra como foi retomar a credibilidade e os planos e investimentos futuros

 “Herdamos uma cidade em colapso financeiro, com uma dívida de R$ 1,7 bilhão. A situação era tão difícil quando assumimos que muitos opositores falavam que a gente não conseguiria pagar os salários dos servidores em dia. Os prestadores de serviço já não queriam mais trabalhar com a prefeitura, pois tinham a certeza que não receberiam”, informou Samuca, destacando que, antes de mais nada, a credibilidade do Poder Executivo Municipal foi retomada.

Segundo o Chefe do Executivo, as contas foram organizadas e isso, agora,  permite realizar investimentos em diversas áreas. “Para ilustrar o que estamos falando, pagamos por ano cerca de R$ 90 milhões em dívidas, dinheiro que poderia estar sendo investido em saúde, educação, investimento, mas estamos conseguindo avançar mesmo com as dificuldades. E isso se deve a uma gestão pública eficiente e o respeito ao dinheiro público”, contou.

COMO ESTÁ A QUESTÃO DA ATENÇÃO AO IDOSO NA CIDADE?

Segundo o prefeito, essa questão do idoso sempre foi tratada como uma forma de fazer política, colocando interesses eleitorais à frente dos direitos dos cidadãos. Disse que esse foi o primeiro paradigma que mudou. “Criando uma secretaria, a Secretaria Municipal de Políticas Públicas Para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos (SMIDH) para tratar dessa pauta. Conseguimos colocar como política pública as questões dos idosos. Dessa forma, independente do governo que estiver em vigor, os idosos sempre terão seus direitos garantidos”, garantiu. “Além disso, ampliamos os projetos da Secretaria de Esporte e Lazer e, através da SMIDH, estamos discutindo e colocando em pauta as políticas públicas para a melhor idade de Volta Redonda”, ressaltou.

CONQUISTAS

Sobre as conquistas nas áreas de saúde, esporte e lazer, cultura e transporte coletivo, Serviço de Acolhimento Familiar e o Plano de Mobilidade Urbana Sustentável de Volta Redonda, investimentos já feitos, como o Parque Natural e outros feitos até agora, em pouco tempo, muitas foram as conquistas. “Abrimos o Hospital do Idoso, o primeiro do estado do Rio de Janeiro e o segundo do Brasil com essa especialidade. Conseguimos viabilizar a abertura da Clínica de diálise, que atende quase 150 usuários que precisavam viajar de duas a três vezes por semana para receber um atendimento. Inauguramos Unidades Básicas de Saúde da Família na Água Limpa, no Padre Josimo e no São Sebastião. Inauguramos Clínicas odontológicas no Santa Cruz e Três Poços. Inauguramos uma unidade descentralizada de fisioterapia no bairro Água Limpa. Melhoramos o Polo de Medicamentos do Estado. Inauguramos a Arena esportiva, que já deveria ter sido entregue para a população há muitos anos. Ampliamos os programas da SMEL. Inauguramos o Tarifa Comercial Zero, um transporte gratuito, seguro, confortável e totalmente ecológico que interliga os principais centros comerciais da nossa cidade. E, depois de mais de 20 anos de projetos, entregamos à população a tão sonhada Rodovia do Contorno, que hoje tira diariamente cerca de 10.000 veículos pesados do Centro da nossa cidade”, narrou.

O QUE ACHA DE POSITIVO E CONTRIBUIÇÃO

Samuca falou sobre o que acha de positivo na cidade e qual a sua contribuição para melhorar ainda mais a qualidade de vida no município para que as pessoas se sintam felizes. Disse o prefeito que um

dos principais pontos positivos da cidade, além de seu povo que historicamente é trabalhador e dedicado, é a localização geográfica. “Ficamos no eixo entre três grandes capitais do nosso país (Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte). Isso proporciona muitas oportunidades de negócio, como a abertura de empresas e a consequente geração de emprego e renda. Aliás, esse é um dos grandes motivos para a instalação do Polo Metalmecânico aqui em nossa cidade”, explicou.

Ainda de acordo com o prefeito, um de seus objetivos à frente da prefeitura é retomar o sentimento de orgulho de ser voltarredondense. “E temos plena certeza que só vamos retomar esse sentimento se alavancarmos novamente nossa cidade, que ficou estagnada durante muitos anos. Com uma gestão pública eficiente, conseguimos organizar as contas do município e realizar investimentos em diversas áreas. Em pouco tempo voltamos a crescer, voltamos a ter grandes projetos sendo tirado do papel, como a Rodovia do Contorno e a Arena Esportiva, voltamos a aparecer na mídia nacional e, aos pontos, estamos retomando esse sentimento de orgulho. Espero que até o final do meu mandato nossa cidade esteja decolando e todas as pessoas tenham orgulho de viver em Volta Redonda”, concluiu Samuca.

 

 

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !