Prefeito de Volta Redonda recebe certificado da ONU de ‘Cidade Resiliente’

0

VOLTA REDONDA
O prefeito Antonio Francisco Neto recebeu nesta quarta-feira, dia 4, das mãos do coordenador da Defesa Civil de Volta Redonda, Rubens Siqueira, o certificado da Organização das Nações Unidas (ONU) de adesão à campanha “Construindo Cidades Resilientes”, do órgão internacional. O reconhecimento ocorreu no mês passado e o diploma foi oficialmente entregue ao chefe do Executivo hoje.
O coordenador da Defesa Civil de Volta Redonda explicou que ser resiliente significa ter capacidade de resposta imediata frente aos eventos de natureza hídrica, química, geológica e humana. O que segundo ele, Volta Redonda possui. “É o reconhecimento de um trabalho que é feito durante o ano todo. Nosso maior desafio como Defesa Civil é prever e se antecipar aos cenários de risco e tomar ações para que este processo não evolua. Durante o período de alerta de Verão 2021/2022 tivemos 174 interdições, por exemplo, mas com nenhuma família acolhida em centros de abrigo. O que mostra que foram todas essas ações foram preventivas”, comentou Rubens.
ITENS LEVADOS EM CONSIDERAÇÃO
Para receber o título, alguns itens foram levados em consideração, como por exemplo, a existência de um Plano de Contingência com Ênfase no Sistema de Coordenação Integrada (SCOI), e o Plano de Ações Compartilhados (PAC), que já integram o Banco de Boas Práticas em Ações de Proteção e Defesa Civil do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).
As boas práticas selecionadas serão apresentadas no ‘Manual para Governos Locais sobre Engajamento Comunitário em Redução do Risco de Desastres’, que será publicado pelo MCR2030, sigla da campanha “Construindo Cidades Resilientes 2030”, contribuindo para a redução do risco de desastres nas Américas e na região do Caribe.
ANTECIPAÇÃO DE RISCOS
O prefeito Neto destacou que o município hoje investe na conscientização ambiental, através dos ciclos de palestras da Defesa Civil que visam garantir a manutenção de atos seguros; no monitoramento das áreas sujeitas à ocupação irregular e de risco, na realização de obras de contenção por meio do Furban e limpezas através da Secretaria Municipal de Infraestrutura (SMI). “O Poder Público vem adotando ações de antecipação e prevenção aos riscos, com atividades de educação ambiental, combate às ocupações irregulares, obras de contenção de encostas e limpeza”, informou o prefeito.
Neto lembrou que resultado disso é o reconhecimento da ONU e os números do período de alerta deste ano, época de maior registro de ocorrência. “Não tivemos nenhuma situação grave, sendo que a maioria das ações ocorreram de forma preventiva. É fruto de um trabalho conjunto”, finalizou o prefeito.