Prefeito anuncia a construção de Casa de Espetáculos durante a abertura do Festival Internacional de Música

0

BARRA MANSA

Hoje, teve início o Festival Internacional de Música de Barra Mansa, que traz novidades na programação da sua 3ª edição e segue até o dia 27. O lançamento aconteceu às 17 horas, no Espaço M, com a Orquestra Sinfônica de Barra Mansa apresentando o “Brasil de todos os Sons” e contou com a presença do prefeito Rodrigo Drable e de autoridades municipais. “Temos novidades para Barra Mansa, pois vamos construir aqui uma Casa de Espetáculos”, disse o prefeito.

O A VOZ DA CIDADE acompanhou a abertura do evento e falou com exclusividade com Drable, que explicou que sua expectativa para o festival é a melhor, já que este ano o evento tem novidade. “Teremos aqui os melhores músicos do mundo de alguns seguimentos compartilhando experiência com os nossos alunos. E também podemos fazer do festival fonte de renda, estimulando nosso comércio local, já que faremos apresentações também nas ruas”, afirmou o prefeito, completando:  “Barra Mansa está vivendo um momento diferente. Tem muita gente com determinação para fazer as coisas mudarem. Quero do meu lado gente assim, que coloca a mão na massa e ajude que as coisas aconteçam”, comentou.

Rodrigo afirmou que o objetivo do evento também é fomentar a economia da cidade – Fábio Guimas

Rodrigo lembrou que Barra Mansa não tinha deputado há muitos anos e ele defendia de forma veemente que a cidade precisava eleger um que passasse pelas mesmas coisas que o barra-mansense para lutar pelo todo. “E o deputado estadual Marcelo Borges nos ajuda com esse diálogo com o Governo do Estado. E conseguimos com o governador Wilson Witzel quatro promessas. Hoje, vou contar só uma. Eles nos prometeu fazer aqui em Barra Mansa uma Casa de Espetáculos”, contou o prefeito à nossa equipe, confirmando o fato depois a todos presentes no evento. “Será no Parque Municipal. E eu agradeço ao Marcelo, por que foi pelo empenho dele essa conquista. É uma sala de espetáculo com 720 lugares. Não é um teatro, mas é uma sala de concerto que também atende como um teatro”, disse.

O prefeito agradeceu aos empresários e aos vereadores pela parceria e lembrou que no próximo sábado será a inauguração a Fábrica de Óculos.  “Criança que estuda em escola pública e tem dificuldade no aprendizado, vai ter direito a ter um óculos. Vai ser uma grande conquista para a nossa cidade”, comemorou o chefe do Executivo.

Quem também conversou com o A VOZ DA CIDADE foi o responsável pela Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, Alexandre Martins. Ele disse que ao longo do festival, participarão 400 músicos em 20 apresentações. “Nosso diferencial para esta terceira edição é que teremos músicos nos bairros e nosso repertório vai ser Música Popular Brasileira (MPB), que é uma forma também de se aproximar da população”, antecipou, pedindo que os moradores continuem prestigiando os músicos nas apresentações. “Isso vai ser muito importante para nós”, comentou.

ARTISTAS E MÚSICA

Com artistas consagrados nacionais e internacionais, o evento conta com a presença de 27 músicos de cinco nacionalidades, que ministrarão aulas e se apresentarão em concertos e shows gratuitos por todo o município, juntos aos 65 alunos inscritos e aprovados para o evento.

Para a grande festa, ao todo, serão mais de 50 apresentações nos bairros e distritos de Barra Mansa. Segundo a prefeitura informou, em nota, entre os convidados estão o violinista israelense Shmuel Ashkenasi, o violoncelista americano Mark Kosower, a violista americana Katharina Kang e o oboísta brasileiro Alexandre Barros.

“Uma das novidades desta edição são os shows em bares e restaurantes. Segundo a comissão do evento, os objetivos são aproximar moradores e turistas do universo da música, fomentando a economia local, como também impulsionar profissionalmente os músicos do município, funcionando como uma vitrine para esses artistas, criando oportunidades de emprego e renda”, afirmou a nota, acrescentando que as apresentações abrangem os mais diversos estilos musicais, como o popular instrumental, jazz e chorinho. “Serão apresentações de trio de Jazz, voz e violão, entre outros, formados por membros do Projeto Música nas Escolas”, completou.

Já na parte acadêmica do festival, as novidades são a realização da primeira Oficina de Música Popular do Festival, ministrada por Fernando Deddos e a aula para crianças, com o especialista neste tipo de ensino, o professor Ademar Rocha.

Os resultados serão exibidos para o público. O grupo de crianças poderá ser visto no Centro Universitário de Barra Mansa (UBM), dia 18, às 19 horas, e a Oficina de Música Popular do Festival se apresenta no Sesc, no dia 25, às 20 horas.

PROGRAMAÇÃO

Os alunos inscritos no festival passarão por cursos, palestras, apresentações, intercâmbio de informações, concertos e encerrarão o festival, compondo a Orquestra Sinfônica do Festival, que se apresentará no dia 27, no Centro Universitário de Barra Mansa (UBM), às 17 horas.

Apenas um concerto acontecerá fora do município, no dia 25, na Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro. O encontro contará com a participação da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa e dos instrumentistas Shmuel Ashkenasi, Katharina Kang, Mark Kosower, Daniel Guedes, John McGrosso e Daniel Khalikov.

O FESTIVAL

O 3º Festival Internacional de Música de Barra Mansa é uma realização da Prefeitura Municipal de Barra Mansa e da Associação da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, em parceria com o Centro Universitário de Barra Mansa (UBM), Conselho de Desenvolvimento Econômico de Barra Mansa (CODEC-BM), Associação Comercial Industrial e Agro Pastoril (ACIAP), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Agência AM4 e Serviço Social do Comércio (Sesc-RJ), representando também o Sicomércio (Sindicato do Comércio Varejista) e o Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio). A direção geral é do maestro Vantoil de Souza, a direção artística de Daniel Guedes e a coordenação de Ramon Feitosa.

A Orquestra Sinfônica de Barra Mansa (OSBM) conta com o patrocínio da CCR-Nova Dutra, Saint-Gobain e do Ministério da Cidadania, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !