Porto Real confirma um caso suspeito da nova varíola Monkeypox

0

PORTO REAL

A Prefeitura de Porto Real usou suas redes sociais ontem para informar que o município apura um caso suspeito da nova varíola Monkeypox. O paciente está cumprindo isolamento em sua residência e segue recebendo acompanhamento dos profissionais de saúde.

“A Secretaria de Saúde solicita que a população que em caso de febre ou calafrio, dor de cabeça, mal-estar, cansaço, dores musculares nas costas, caroços no pescoço ou na axila e/ou na virilha, mas principalmente, lesões na pele em qualquer parte do corpo, incluindo região genital, procure imediatamente uma unidade de saúde”, solicita a prefeitura por meio de nota, explicando que em caso de dúvida, o contato pode ser feito por meio do telefone (24) 3353-4899.

CASOS E SUSPEITAS NA REGIÃO

O Sul Fluminense tem dois casos confirmados da Varíola dos Macacos. Após Resende confirmar na quinta-feira o caso de um homem de 33 anos, ontem foi a vez de Barra Mansa. O paciente tem 21 anos e está em isolamento domiciliar, assim como o outro. De casos suspeitos na região são: Resende (4), Quatis (2), Volta Redonda (5), Barra do Piraí (2), Rio Claro (1) Porto Real (1). Os sintomas da doença incluem febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, adenomegalia, calafrios e exaustão. O período de erupção cutânea ocorre entre um e três dias após o início da febre. Os sinais e sintomas duram de duas a quatro semanas e o período de incubação, quando a pessoa está infectada, é tipicamente de 6 a 16 dias, mas pode chegar a 21 dias. No Brasil já são 2.458 pessoas com a Varíola dos Macacos.