Por que o dólar me afeta

0

Nas últimas semanas acompanhamos algumas notícias que agitaram o mercado financeiro. EUA brigou com a China, tivemos alguns atrasos no calendário da previdência, resultado eleitoral na Argentina diferente do previsto e muita polêmica internacional em torno da Amazônia. No meio desse agito, vimos o dólar chegar à cotação de R$ 4,13 e a Bolsa de valores cair mais de 7% de julho até agora. Todo esse movimento do mercado afeta diretamente o bolso de todos nós e para defender as suas reservas, é importante entender a causa e o efeito da variação cambial.

A taxa de câmbio reflete a relação entre os preços praticados no Brasil e em outros países, sendo assim, inúmeros fatores podem afetar a cotação do Real, como por exemplo, a compra e venda de moeda estrangeira, a inflação de um determinado país, e tensão do mercado financeiro. O ano de 2019 começou muito otimista, esperava-se um crescimento econômico e a consequência seria o fortalecimento da nossa moeda. No decorrer do ano, houve atraso nas votações da reforma, que fez o investidor estrangeiro ter receio de um resultado ruim no congresso, e por isso os investimentos no país estavam devagar. Se os investimentos internacionais não entram na nossa economia a cotação do dólar sobe, porque ele está em falta.

Na última semana a China anunciou que vai implementar tarifas extras sobre US$ 75 bilhões em produtos importados. Isso afeta a indústria norte-americana que devido aos preços elevados, perdem muitos consumidores, o que impede que o dólar saia do país e circule pelo mundo, neste cenário, as moedas de economias mais fortes que a nossa tendem a se valorizar frente ao Real.

A alta do dólar não implica apenas em dificultar que tem uma viagem programada para o exterior, essa variação afeta diretamente nossa inflação. Como ainda precisamos muito da indústria internacional, o Real desvalorizado significa que teremos aumento nos preços, ou seja, inflação pressionada pela alta do dólar e não por uma reação da economia. Os efeitos se estendem para a expectativa da taxa de juros que será revista caso este cenário se perpetue, e isso dificulta nosso crescimento e geração de novas vagas de emprego.

Em cenários como este o importante é não se desesperar. Por mais que o mercado se apresente mais volátil nesses últimos dias, muitas outras oportunidades podem surgir para quem está com o planejamento em dia.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !