Policiais recebem homenagem no 10° BPM e são elogiados pelo presidente eleito

0

BARRA DO PIRAÍ

Os policiais militares de Barra do Piraí que salvaram a vida da idosa Tereza de Jesus Ferreira Sacramento, de 83 anos, foram homenageados ontem no 10° Batalhão da Polícia Militar. Ao final da tarde, o triunfo dos agentes chegou ao máximo de visibilidade, quando os mesmos receberam os parabéns do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), Tereza foi feita refém após um assalto a uma joalheria no Centro, ocasião em que Cristiano Pereira Fabiano, 24 anos, que era morador de Itatiaia, acabou morrendo em ação das autoridades policiais para preservar a vida da vítima.

A equipe do batalhão postou em suas redes sociais que a rápida ação foi realizada pelo Subtenente Jean Pierre, 3° Sargento Corrêa e o pelo Cabo M.Machado. No mesmo dia, os militares tiveram um encontro emocionante com a vítima, que com muita coragem não se abateu mesmo diante de uma situação extrema de risco. Diante do ocorrido, a guarnição foi homenageada pelo Comandante do 10° BPM, Tenente Coronel M. Teixeira, na sede da unidade policial. “Fica aqui todo a nossa gratidão aqueles que se arriscam diariamente para garantir a segurança da população”, frisou o Tenente Coronel M. Teixeira.

No mesmo dia, os militares tiveram um encontro emocionante com a vítima – Foto: Divulgação

Hoje, a equipe também agradeceu o elogio postado pelo presidente eleito em sua rede social. “Em nome de todos os Policiais Militares do 10° BPM, agradecemos ao Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, pela manifestação de apoio à guarnição da 3° Companhia em suas redes sociais.  Nossas continências ao senhor! Força e Honra!”, agradeceu em nota o comando do batalhão, hoje pela manhã.

Ontem, Bolsonaro postou: “Parabéns aos Policiais Militares de Valença-RJ que salvaram a senhora de 83 anos feita refém por um bandido covarde, ficando mais de 10 minutos com uma arma apontada para sua cabeça. Belo trabalho! A vida do cidadão de bem sempre deve ser prioridade!”.

Postagem foi feita na tarde de ontem na rede social do presidente eleito – Foto: Reprodução

O CASO

Cristiano Pereira foi morto ontem na Avenida Nilo Peçanha após o mesmo cometer um assalto a uma joalheria na Rua Cel. Benjamin Guimarães, no Centro. A rápida ação para conter o criminoso foi efetuada pelo 10° BPM, cuja equipe teve que atirar contra o mesmo para preservar a vida da vítima, Tereza de Jesus, e dos próprios policiais.

Segundo registro da 91ª Delegacia de Polícia, a PM já estava no Centro em patrulhamento quando foi informada do assalto. “Um funcionário começou a gritar: Pega ladrão! Apontando o mesmo a direção do criminoso”, registraram os policiais.

Os PMs localizaram os dois e quando o homem, que não quis se entregar, foi descer a calçada com a idosa, a mesma tropeçou. Nesse momento dois policiais conseguiram se aproximar ainda mais. “O assaltante teria feito menção em atirar, mas em ato contínuo os agentes efetuaram disparos contra o elemento, que morreu”, disse em nota a PM, dizendo que a vítima ficou com uma arma apontada na cabeça por cerca de 10 minutos.

A ação foi aplaudida pelos transeuntes presentes e os policiais recuperaram na mochila de Cristiano 116 brincos de ouro, oito cordões de ouro e oito pingentes de ouro, estimados em R$ 50 mil. Também foram apreendidos um revólver Taurus cal .38 e seis munições do mesmo calibre.

A senhora foi socorrida e passa bem. Ele deverá depor nos próximos dias assim que estiver mais tranquila do trauma.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !