Polícia de Barra Mansa realiza mais um desdobramento da Operação ‘Open Doors’

0

A Operação Open Doors (portas abertas) foi deflagrada no dia 9 de agosto deste ano e resultou na prisão de 28 pessoas na região e na apreensão de diversos materiais como celulares, computadores e até carros de luxo. A ação ainda está sendo realizada e teve um desdobramento na segunda-feira, dia 23, quando três pessoas foram presas em três cidades: Barra do Piraí, Barra Mansa e Volta Redonda. Outras duas estão foragidas. Segundo o delegado titular da 90ª Delegacia de Polícia, Ronaldo Aparecido de Brito, a primeira fase da operação foi a ponta do iceberg. “Tem muito ainda a ser feito”, destacou.

Os presos foram: Glaucio Lopes de Araújo, vulgo Gatão, Marcelo Henrique de Melo Gonçalves, conhecido como Celão, e Raphaela Stephanie Pereira dos Reis, namorada de Thiago Sadan, preso na primeira fase da operação. Outras duas pessoas estão foragidas, mas com mandado de prisão expedido. São eles: Carla Jordana dos Santos Jacob, irmã de Thiago Ramos dos Santos, conhecido como Thiago Veneno, também preso na operação de agosto; e Wallace Vinicius Pereira da Silva, o Romarinho.

Carla Jordana e Romarinho estão foragidos – Divulgação

“Foi comprovado que essas pessoas estavam embaraçando as investigações, obstruindo as provas, articulando as coisas para tentar beneficiar as pessoas já presas e elas foram detidas para a garantia da ordem pública”, informou o delegado, frisando ainda que um advogado estava participando da obstrução da justiça, mas por conta da colaboração e afastamento do caso não foi decretada a prisão dele.

Questionado se esses presos dessa fase da operação participavam do esquema antes, o delegado Ronaldo Aparecido disse que em alguns existem suspeitas, outros não, porém, com a prisão em agosto passaram a agir em benefício de alguns cabeças presos. “Atendendo pedidos desses cabeças, recolhiam dinheiro da prática criminosa na rua, tentaram apagar dados de celulares apreendidos remotamente pelo ‘Iclod’. Estavam tentando destruir as provas dos equipamentos apreendidos”, contou.

Os presos já foram transferidos para a Casa de Custódia de Volta Redonda.

OPERAÇÃO OPEN DOORS

A Operação Open Doors (Portas Abertas) foi realizada em agosto pela Polícia Civil e Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro. Foi coordenada pelo delegado Ronaldo Aparecido e contou com a participação de 190 agentes, entre policiais civis da delegacia de Barra Mansa, capital, Baixada Fluminense e algumas delegacias do interior e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Vinte e oito pessoas foram presas e diversos materiais como celulares, computadores e até carros de luxos, apreendidos.

O objetivo era desarticular uma quadrilha que desviava dinheiro de contas bancárias, depositadas em nomes de laranjas. De acordo com a polícia, foi comprovada a existência de uma complexa organização criminosa, atuando de forma estruturada na região, que em oito meses desviou mais de R$ 2 milhões de contas.

A operação visava cumprir 33 mandados de prisão e 50 de busca e apreensão no Sul do Estado. Foi constatado pela polícia que os integrantes da quadrilha levariam uma vida de ostentação e luxo, que iam além dos carros apreendidos, gastos entre R$ 30 a R$ 50 mil em noitadas, aluguéis de lanchas. Foram apreendidos 16 carros e uma moto, além de diversos aparelhos de celulares e computadores.

A polícia apontou que a organização agia através da ação de hackers, cabeças, aliciadores e laranjas. De acordo com Ronaldo Aparecido, a quadrilha possuía uma clara divisão de tarefas, com o objetivo de praticar crimes de furto mediante fraudes, tendo como vítimas os correntistas das mais variadas instituições financeiras.

As investigações duraram oito meses e apontaram que os suspeitos atuavam há mais de dez anos e em 2012, parte dos integrantes já havia sido preso durante a operação Black Hart.

Foram presos na operação: André Luiz Santana Mesquita, vulgo “André Gabé”, 31 anos, Bruno Marciano Ferreira, 30 anos, Marlon de Souza Botelho, 25 anos, Raoni Sabino, 26 anos, Luiz Thadeu Silva Nascimento, 22 anos, Vanderlei Anacleto Aniceto, 35 anos, Júnior César de Paula Freitas, 24 anos, Ana Claudia dos Santos Figueiredo, 27 anos, Lucas Efigênio De Freitas, 21 anos, todos de Barra Mansa; Ariel Batista, 29 anos, de Volta Redonda, Edulin Luiz Pereira Da Silva, vulgo “Dulin”, 26 anos, Felipe Torres De Oliveira, 30 anos, Felipe Candido de Padua, vulgo “Graveto”, 21 anos, Igor da Conceição Rocha, 21 anos, Leonardo Tavares Scatolino, 35 anos, Kevin Santana Domingos, 25 anos, Everton Lima da Silva, 27 anos, Nycolas Correa Gonçalves, 22 anos, Rafael Rodrigo Costa Silva, 20 anos, Roger Luiz Gomes, 35 anos, Thiago Domingos Lopes, vulgo “Sadan”, 28 anos, Thiago Ramos dos Santos, vulgo “Veneno”, 31 anos, Jose Carlos Dos Santos, 64 anos, Juan Silva de Oliveira, 41 anos, Michel Vinicius Batista, 29 anos, João Paulo Alves Do Nascimento, 23 anos, Dayana Da Silva Teixeira, 30 anos, de Volta Redonda; e Iuri Citeli de Oliveira, 20 anos, Rio de Janeiro.

Deixe um Comentário

error: Conteúdo protegido !