Polícia Civil prende industriário com cocaína, maconha e pistola 380 no Parque Mariana

0

PORTO REAL

Uma operação do Grupo de Investigações Criminais (GIC) da 100ª Delegacia Legal de Polícia Civil (PORTO REAL) prendeu, no final da tarde desta terça-feira, o industriário Thainan Rony Silva Faria Paiva, 22 anos, morador na Vila dos Remédios, em Floriano, distrito de Barra Mansa. Durante a ação, os policiais apreenderam 360 pinos de cocaína, 110 pedaços de maconha, uma pistola calibre 380 com numeração raspada e a quantia em dinheiro de R$405,00. Os policiais chegaram até Thainan após monitorarem, há mais de uma semana, a pistola apreendida. A arma de fogo pode ter sido usada nas mortes de Israel Fernando de Souza, 28 anos e de Alan Silva de Oliveira, 18 anos, cujos corpos foram encontrados, no dia 29 de dezembro, parcialmente enterrados em uma vala, próximo a uma lagoa situada no final da Rua Um, no bairro Jardim das Acácias e de Douglas da Conceição Ramos, 27 anos, morto no dia primeiro de janeiro, em frente a quadra do bairro Freitas Soares, onde morava.

De acordo com o chefe do GIC, Wlamir dos Santos, a prisão aconteceu após interceptarem o Siena Vermelho na Rua José Custódio de Melo, no Parque Mariana. O industriário tinha acabado de pegar carona com outros trabalhadores no estacionamento de uma montadora de carros de Porto Real. “Desde que prendemos um menor de 15 anos, morador do bairro Jardim das Acácias, suspeito de ter participado das mortes de Israel, Alan e Douglinhas e uma tentativa de morte, no final de dezembro e início deste mês em Porto Real, nós estávamos monitorando a pistola 380 que teria sido utilizada nos crimes”, contou Wlamir, informando que após uma semana a Polícia Civil descobriu que o irmão do menor entregou a arma de fogo para outro adolescente envolvido com tráfico de drogas no Parque Mariana. “Esse jovem, apreendido por determinação judicial e de acordo com informações posteriores, contou que a arma foi parar nas mãos de um traficante do bairro Parque Mariana. Continuamos o monitoramento, e hoje, um informante me ligou dizendo que o traficante passaria a pistola e o material entorpecente para um funcionário de uma recicladora que presta serviços para uma montadora de veículos em Porto Real. O informante contou que este homem iria embarcar num Siena vermelho. Após a denúncia, conseguimos interceptar o veículo. Após abordagem, Thainan contou que as drogas e a pistola estavam em sua mochila e o dono do veículo e o outro carona não sabiam de nada o que estava transportando”,  esclareceu o chefe do GIC.

Thainan foi preso quando estava de carona em Siena Vermelho e em sua mochila encontrado as drogas e a pistola 380 -Divulgação

Na Delegacia, Thainan foi autuado em flagrante pelo delegado titular, Marcelo Haddad, por tráfico de drogas e na Lei do Desarmamento, por porte ilegal de arma de fogo. Ele não quis prestar depoimento, se reservando o direito de só o fazer em juízo. O delegado também vai encaminhar a arma de fogo para fazer exame de balística para confirmar se realmente ela foi utilizada nos três homicídios e na tentativa de morte.