Polícia Civil do Sul Fluminense participa da Operação Vetus

0

SUL FLUMINENSE

A Polícia Civil realizou na sexta-feira, dia 4, a Operação “Vetus” que visa o combate a crimes de violência contra idosos. A ação foi coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), e teve como objetivo cumprir mandados de prisão contra suspeitos de violência contra o idoso em todo o território nacional. A Polícia Civil, através da Subsecretaria de Planejamento e Integração Operacional (SSPIO) participou da ação conjunta com as polícias civis de 26 estados do país e do Distrito Federal. No Sul Fluminense, agentes das Delegacias de Resende, Itatiaia, Porto Real, Quatis, Volta Redonda e Paraty cumpriram mandados de prisão e de busca em apreensão, além de concluindo inquéritos que estavam em andamento. As investigações foram baseadas em um levantamento realizado pela Coordenadoria de Comunicação e Operações Policiais (CECOPOL), que apurou 2.493 denúncias do Disque 100 de agressões praticadas contra pessoas da terceira idade, no período de abril a junho deste ano, ocasião em que foi constatado aumento significativo de ocorrências. A operação integrada, que teve início no dia 1º de outubro, no Dia Internacional do Idoso, foi planejada tendo em vista o aumento de denúncias de abuso registradas durante o período da pandemia, pelo Disque 100, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos.

Segundo o ministério, desde o início da operação, 16 inquéritos foram instaurados, 13 mandados foram cumpridos e 335 visitas e diligências foram feitas. A operação contou com a participação de quase 8 mil agentes.  “A ação integrada teve início no dia 1º de outubro quando foram iniciados os trabalhos de investigação e de apuração de denúncias”, informou a Polícia Federal, acrescentando que desde então, 10.802 denúncias foram apuradas, 3.088 inquéritos instaurados; e 147 mandados foram cumpridos.

SUL FLUMINENSE

Em Resende, o delegado titular da 89ª Delegacia de Polícia (DP), Michel Floroschk, disse que foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nos bairros Campos Elíseos, Liberdade e Vila Julieta. “Nossa equipe foi em três endereços cumprir os mandados de busca e apreensão. Nos locais foram apreendidos documentos e aparelhos de celular”, explicou o delegado informando que o próximo passo será iniciar os inquéritos. “Infelizmente os idosos por amor protegem seus agressores que geralmente são filhos e netos. A partir destes documentos e celulares apreendidos vamos relatar os inquéritos”, completou.

Em Paraty, o delegado Marcelo Russo contou que houve prisão de maus tratos, onde um idoso dormia na varanda-Divulgação Polícia Civil

Já em Itatiaia, o delegado titular da 99ª Delegacia de Polícia, Vicente Maximiliano, comunicou que dois irmãos gêmeos, de 33 anos, foram presos, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva referente a denúncia de maus tratos contra a mãe, de 79 anos. Eles foram apresentados na Delegacia e serão encaminhados para uma unidade prisional do Estado. “Em uma série de investigações versando sobre notícias de crimes contra idosos, foi apurado que uma idosa era vítima de violência psicológica e privação de cuidados adequados por parte de seus dois netos, que viviam com ela é às suas esposas. Como a situação de vulnerabilidade da idosa era latente e se agravou ao longo do tempo, foi requerida a prisão cautelar dos investigados, como forma de salvaguardar a integridade física e psíquica da vítima. O pedido foi acolhido pelo Juízo de Direito da Comarca de Itatiaia, que expediu os mandados de prisão em desfavor dos denunciados, cumpridos na data de hoje, por ocasião da deflagração da operação Vetus”, explicou Vicente.

Em Porto Real, o delegado titular da 100ª Delegacia de Polícia (DP), Marcelo Nunes Ribeiro aproveitou a ação e concluiu inquéritos que estavam em andamentos em sua jurisdição. “Realizamos diligências na casa de uma idosa em Quatis. Havia uma denúncia de que a idosa sofria maus tratos. Fomos até a sua residência, uma vez que a idosa estava acamada e verificamos que a denúncia era falsa. A idosa estava sendo bem tratada por seus familiares”, comentou Marcelo, informando que todos os inquéritos em abertos foram concluídos e serão remedidos hoje para a Justiça.

A 93ª Delegacia de Volta Redonda também participou da Operação Vetus. Até o fechamento desta edição, a Polícia Civil não havia dado mais detalhes sobre a ação.

IDOSO DORMIA NA VARANDA

Em Paraty, a equipe da 167ª DP também esteve nas ruas da cidade atuando, sob a coordenação do delegado titular Marcelo Russo, em seguimento a operação que ocorreu no Estado.

O delegado contou ao A VOZ DA CIDADE que houve uma prisão por maus tratos contra um idoso de 71 anos.  Ele não citou o parentesco dos dois, mas disse que encaminhou uma mulher, de 45 anos, para a delegacia após informações de que a mesma deixava o idoso dormindo na varanda externa de sua residência: “sujeitando-o a riscos de doenças pela exposição ao tempo”, completou Russo.

Ela foi encaminhada para a Delegacia, onde foi autuada no artigo 98 da Lei 10.741/2003, ficando à disposição da Justiça.

error: Conteúdo protegido !