Polícia Civil de Volta Redonda desbarata quadrilha que vinha praticando o “golpe da tinta” na região

0

VOLTA REDONDA

Agentes da 93ª Delegacia de Polícia (DP) de Volta Redonda, coordenados pelo delegado titular Edézio Ramos, desbarataram uma quadrilha que vinha praticando na cidade e região o chamado “golpe da tinta”. Oriundos   da cidade de Mogi das Cruzes, no Estado de São Paulo, os integrantes do grupo tinham como objetivo induzir a vítima a erro, após adquirir uma lata de tinta falsificada, colocando um zero a mais na máquina de cartão de crédito, antes de digitar a senha, copiando dados do cartão. Duas pessoas já foram presas no domingo.

Segundo o delegado, a investigação sobre a associação criminosa que atuava na Região do Sul Fluminense teve início há alguns meses. Ainda de acordo com ele, os integrantes da quadrilha alugavam os veículos na cidade de São Paulo e se deslocam para a Região do Sul Fluminense, onde escolhiam suas vítimas de forma aleatória, batendo nas casas delas e oferecendo as latas de tintas com preços bem abaixo do mercado. O produto oferecido, normalmente, era de empresas reconhecidas, o que tornava muito mais fácil o interesse das vítimas em adquiri-los, sem perceberem que estavam sendo enganadas.

COM A OBTENÇÃO DA VANTAGEM

Ainda segundo o delegado, com a obtenção da vantagem, os membros da quadrilha, iam para o Rio de Janeiro, bem como para Região dos Lagos, ostentarem uma vida “luxuosa”. No desenrolar das investigações, conforme o delegado, foi possível identificar seis integrantes dessa quadrilha.

De posse destas informações, de acordo com Edézio, foi estabelecido uma parceria junto à Polícia Rodoviária Federal, para que, caso abordassem jovens com latas de tintas no interior do veículo, atentassem para a situação do referido golpe.

Com o auxílio dos policiais rodoviários, dois suspeitos foram abordados na Rodovia Presidente Dutra, na altura do Km 287, no Posto da PRF de Floriano, em Barra Mansa, na manhã de domingo, 28, em um veículo marca Renault, modelo Logan, que era conduzido por um homem, de 26 anos, tendo como carona outro jovem, de 23. Durante a abordagem, no interior do veículo, os PRFs encontraram cinco latas de tintas de 18 litros e no momento fizeram contato com os agentes da 93ª DP, que foram até o local da prisão e detiveram a dupla.

Indagados pelos policiais, os presos teriam admitido a prática do crime, o que possibilitou os policiais autuá-los em flagrante. Com um deles, os policiais encontraram um cartão de banco virtual onde consta no lugar do nome a inscrição “O Golpe Tá Aí”. “Os marginais utilizavam uma conta corrente para receber os valores oriundos das fraudes”, concluiu o delegado.

Os trabalhos continuam para identificação de demais membros da quadrilha.