Polícia Civil de Paraty cumpre mandado de prisão por homicídio qualificado

0

PARATY

Policiais Civis da 167ª Delegacia de Polícia prenderam na manhã de hoje, no bairro Jabaquara, Antonio Carlos Barros Basílio dos Santos, de 19 anos, cumprindo mandado de prisão preventiva pelo crime de homicídio qualificado. A informação foi confirmada pelo delegado titular, Uriel de Alcântara Machado, que acompanhou toda a investigação.

Ele relatou ao A VOZ DA CIDADE que Antônio e Natan Luis Costa da Silva, de 18, mataram com vários tiros um homem no Cais de Turismo da cidade, onde a vítima foi perseguida até ser morta dentro de uma escuna ancorada no local. Uriel explica que o crime ocorreu no dia 3 de maio deste ano, durante a tarde de uma quinta-feira, causando grande repercussão pela ousadia dos criminosos, tendo os autores chegado ao local em bicicletas com os rostos tampados, um deles por capacete e outro com uma camisa.

“Antônio já havia sido preso duas vezes por policiais civis da 167ª DP, uma delas enquanto menor, por fato análogo ao crime de roubo e a outra, em flagrante delito, já maior, pelo crime de tráfico de drogas”, explicou o policial civil.

O delegado completa que o coautor do crime foi identificado como Natan. “Nas diligências empreendidas nesta manhã, Natan foi encontrado na quadra do bairro Ilha das Cobras, onde estava armado, mas correu do cerco policial e fugiu”, disse Uriel, frisando que no final do ano passado, Natan também havia fugido dos policiais civis da 167ª DP, ocasião em que foi encontrado no imóvel onde estava, farta quantidade de drogas entre cocaína, maconha e crack, uma motocicleta roubada e três rádios transmissores, motivo pelo qual também responde por tráfico de drogas e crime de receptação.

“O crime ocorrido no Cais de Turismo foi motivado por conflito entre facções de traficantes que atuam no município e ambos os autores são traficantes do bairro Ilha das Cobras”, apontou o policial, contando que Natan e outros envolvidos no tráfico de drogas no bairro Ilha das Cobras são suspeitos de serem os autores do roubo a uma joalheria em Paraty, no dia 19 de maio deste ano, crime que permanece sendo investigado.

Na tarde do dia 12 de junho o veículo utilizado no roubo da joalheria foi apreendido pelos policiais civis da 167ª DP, após perseguição, culminando com a prisão em flagrante de um menor e um maior, também envolvidos no tráfico de drogas no bairro Ilha das Cobras, por porte ilegal de arma, pois se preparavam para cometer roubos e traziam no carro uma arma de fogo e duas toucas ninjas.

“A Polícia Civil reforça a necessidade de colaboração da população com quaisquer informações, indicando os telefones (24) 3371-8484 e (24)99989-1651 (whatsapp) da delegacia de Paraty, os telefones (21) 334-8823 e 2334-8835, da Central de Atendimento ao Cidadão da Polícia Civil – CAC, e o telefone do Disque-Denúncia 2253-1177”, finaliza o delegado Uriel de Alcântara.

Natan é considerado foragido e a Polícia Civil pede que a população ajude na sua localização – Divulgação