Polícia Civil de Barra do Piraí investiga morte de criança de dois meses

0

BARRA DO PIRAÍ

A Polícia Civil de Barra do Piraí está investigando a morte de uma criança de dois meses ocorrida na cidade na sexta-feira, dia 24. O menino morava com os pais no distrito de Ipiabas, e a residência passará por perícia, assim como o corpo da criança, que foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). Ele passou por exame de necropsia, que apontará as causas da morte.

O A VOZ DA CIDADE conversou nesta terça-feira, dia 28, com o delegado titular da 88ª Delegacia de Polícia (DP), Rodolfo Atala, sobre o caso. Ele é responsável pelas investigações, que seguem em sigilo. O policial negou que os pais da criança tenham sido presos, conforme divulgado em algumas redes sociais desde a última segunda-feira, dia 27, e alertou que se trata de um caso delicado antes de qualquer julgamento e que a polícia está a cargo das apurações para descobrir o que causou a morte do menor. Algumas mensagens também dão conta de que os pais teriam viajado para Angra dos Reis quando o corpo do menino se encontrava no IML, o que também não foi confirmado pela autoridade policial.

O delegado Rodolfo Atala explicou que a polícia está pegando os depoimentos de todos os familiares, incluindo do pai e da mãe do menor, e que ninguém foi preso até o momento.

“Entretanto, é um assunto muito delicado, pois se trata de uma criança que perdeu a vida e não podemos neste momento de investigação dar mais detalhes sobre a apuração para evitar julgamentos antecipados ou que atrapalhem nosso trabalho. Também necessitamos dos resultados do IML para saber o que provocou a morte da criança”, destacou Atala.

O menino deu entrada com a mãe em um posto de saúde do município no final da última semana com vários hematomas pelo corpo. Segundo a prefeitura, ele já estava sem vida. A equipe da 88ª Delegacia de Polícia foi acionada, e deste então está acompanhando todo o caso. “Logo que tivermos mais informações e mais detalhes, divulgaremos. Mas principalmente, antes, agiremos dentro do que for necessário e das medidas legais”, finalizou o delegado de Barra do Piraí.

error: Conteúdo protegido !