Polícia Civil confirma que bala que matou jovem era de arma de um PM, em Paraty

0

PARATY

A Polícia Civil da 167ª Delegacia de Polícia confirmou na manhã de hoje que a bala que matou o jovem Tovick Coelho, de 16 anos, em novembro do ano passado, era da arma de um policial. Na ocasião, houve um assalto a uma grande loja de departamentos, quando bandidos trocaram tiros com os agentes, momento em que o jovem passava pela rua a caminho da escola.

O 33° Batalhão da Polícia Militar já foi informado que o policial foi indiciado por homicídio culposo; porém, a unidade não vai se manifestar no momento sobre o assunto.

Tovick foi baleado no dia 26 de novembro do ano passado. Ele estava caminhando para a escola, quando foi atingido por um tiro no abdômen. O jovem chegou a ser encaminhado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos, falecendo durante a noite quando passava por uma cirurgia.

Policiais militares e bandidos trocaram tiros durante assalto às Casas Bahia, localizada na Avenida Roberto Silveira, no Centro. Durante a ação, quatro pessoas ficaram feridas. Dois suspeitos de participação no crime, além de um soldado do Exército e um PM.

Na ocasião, a PM se manifestou em nota explicando que: “A Polícia Militar lamenta o falecimento do estudante, informando que prestou o pronto socorro e ainda tentou o acionamento de uma aeronave para transferi-lo para um hospital com melhores recursos”, comentou.

“Informamos que um procedimento interno foi instaurado e que estamos auxiliando às investigações em curso na 167ª DP. A Polícia Militar se solidariza com os sentimentos da família e se põe a disposição para qualquer esclarecimento em relação ao fato”, concluiu a Polícia Militar em nota à imprensa na época.