Polícia ambiental prende em Barra Mansa suspeito de ser um dos maiores caçadores ilegais de animais da região

0

BARRA MANSA

Nesta quinta-feira, 4, agentes da 2ª Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm), detiveram duas pessoas em Barra Mansa, no KM 100, suspeitas de caça e maus tratos a animais além de cultivo e posse de droga. Um homem de 23 anos e uma mulher de idade não informada foram levados para a 90ª Delegacia de Polícia.

Os agentes informaram que acompanharam inúmeros vídeos postados em redes sociais filmados pelo homem. No endereço, ele autorizou a entrada dos policiais em sua residência. Foram encontrados três filhotes de javalis presos em cativeiro, cinco galos em gaiolas com as esporas cortadas e um deles com vários machucados na cabeça e apetrechos de esposa usados em rinhas, vestimentas usadas para camuflar na mata, dois pássaros coleiro e um trinca-ferro. “Importante ressaltar que Q1 e considerando um dos maiores caçadores ilegal da região constatado por inúmeros vídeos que o mesmo posta se vangloriando por cada caça abatida e até mesmo dos cachorros que o mesmo leva para auxiliar na captura e matança dos animais”, diz o trecho da ocorrência.

Segundo boletim, ainda no terreno da residência os policiais visualizaram um saco contendo pinos de plástico, usados para endolação de drogas. Esses sacos foram encontrados em direção a casa da mulher que teria autorizado a entrada dos agentes. Dentro encontraram pedaços de cigarro com cheiro “típico de maconha” e um tablete de cerca de 15 centímetros de erva seca (maconha) e 30 sementes. No quintal acharam dois pés de maconha cultivados pela mulher.