PM troca tiros com suspeitos de participarem de assassinato de policial e advogado no distrito Floriano em Barra Mansa

0

RESENDE

Policiais do 37º Batalhão de Polícia Militar (BPM) trocaram tiros no início da tarde desta quinta-feira, dia 6, com suspeitos de participarem dos assassinatos do policial militar de São Paulo, Luís Paulo Carvalho Afonso de Almeida e do advogado, Marcos Vítor Castilho. Os corpos foram encontrados no último dia 29, na Estrada Virgílio Vilela, que liga dos distritos de Floriano e Rialto, em Barra Mansa. Os suspeitos estavam no Hyundai/ Hb20, de cor preta, placa QUM 2085/Belo Horizonte-MG. Eles trocaram tiros com os policiais e fugiram pelas ruas da região da grande Alegria. No bairro Mutirão, os suspeitos abandonaram o veículo após se acidentarem e fugiram por uma mata. Até o momento nenhum dos homens foi preso.

Os militares montaram um cerco na região do Acesso Oeste quando receberam a informação de que o Hyundai /Hb20, de cor preta estava circulando na região. “Quando avistamos o veículo, começamos a segui-lo. No entanto, fomos recebidos a tiros e revidamos a injusta agressão. Perseguimos o veículo que seguia em direção ao Conjunto Habitacional Cidade Alegria e por bairros da região da Grande Alegria”, contou um policial, informando que quando passaram pela Rua José Carlos Geovane, no bairro Mutirão, os suspeitos se acidentaram com o carro e o abandonaram em um terreno baldio. “Eles conseguiram fugir por uma mata localizada nas proximidades de onde abandonaram o veículo”, informou. Após perícia, o veículo foi levado para o pátio da 89ª Delegacia de Polícia (DP).

HB20, de cor preta, apresentava várias marcas de tiros-Divulgação PM

DUPLO HOMICÍDIO

Os corpos do policial militar lotado na Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), Luís Paulo Carvalho Afonso de Almeida e do advogado Márcio Vitor Castilho foram encontrados no último dia 29, na Estrada Virgílio Vilela, que liga os distritos de Floriano a Rialto, em Barra Mansa. Um homem passava pelo local encontrou os cadáveres e comunicou ao Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) de Floriano. Ao chegar ao local, os agentes encontraram os corpos com diversas marcas de tiros. Próximo aos cadáveres havia estojos de pistolas calibres 45 e 40 e de fuzil calibre 556.

Os cadáveres foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) de Três Poços, em Volta Redonda.

De acordo com policiais da 90ª Delegacia de Polícia (DP), as vítimas moravam no bairro Alto dos Passos, em Resende. Tanto o policial e o advogado teriam sido vistos pela última vez em um bar da localidade onde residiam e deixaram o local entrando em um veículo em companhia de outros dois homens.

CARRO INCENDIADO

Durante investigações, os militares souberam, por meio de um grupo de WhatsApp que na noite do último dia 28, na Rua Alvarenga Peixoto, bairro Liberdade, em Resende foi localizado um veículo parcialmente queimado. A equipe do Serviço Reservado (P2) do 37°BPM deslocou-se ao quartel do Corpo de Bombeiros, onde confirmaram o fato. “Os bombeiros disseram que por volta de 1 hora, foram solicitados para o endereço onde havia um veículo pegando fogo. Que então controlaram as chamas e como não havia nenhum solicitante no local, retornaram para o quartel”, apurou a PM.

Os policiais militares na condução da ocorrência pesquisaram e identificaram o Fiat Palio Week ELX, cor verde, registrado em nome de Luís Paulo, membro da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), cujo corpo foi um dos encontrados na Estrada Virgílio Vilella.

error: Conteúdo protegido !