PM prende quadrilha com pistolas automáticas e carregadores em terminal rodoviário

0

RESENDE

Uma ação realizada, na manhã desta segunda-feira, pelo Serviço de Inteligência do 37º Batalhão da Polícia Militar resultou na prisão de uma quadrilha que estava transportando 40 pistolas automáticas calibre 9mm e 80 carregadores. As armas e os carregadores, das marcas Kanik origem Turca e Taurus, estavam dentro de caixas de smart tvs que estavam sendo transportados em dois ônibus que vinham de Foz do Iguaçu, no Paraná e fizeram parada no Terminal Rodoviário localizado no bairro Paraíso, na entrada da cidade. Todo armamento seria entregue para pessoas desconhecidas que levariam para Belford Roxo, na Baixada Fluminense.

Os presos são: Igor Rafael da Silva, 23 anos, morador na Vila Entre Rios; Silas de Anísio Alves, 29 anos, do bairro São Leopoldo; Pablo do Nascimento Lima, 20 anos, residente no Santa Meliá, todos os bairros em Belford Roxo; Wilson Silva Santana, 33 anos, residente no bairro Vai Verde e Ana Angélica Abreu, 33 anos, moradora na  Vila de Cava, ambos os bairros em Nova Iguaçu.

Os agentes foram informados por meio de uma denuncia anônima para o Disque Denúncia – (24) 3360-0112 -, de que cinco homens estariam transportando armas de fogo oriundas de Foz do Iguaçu. “A notícia dava conta de que a cada 15 dias as armas vinham de Foz do Iguaçu sempre de domingo para segunda-feira e eram entregues no terminal rodoviário de Resende. Com a informação, montarmos um cerco para tentar pegar os bandidos. Por volta das 6 horas, seguimos para o terminal rodoviário e conseguimos identificar os suspeitos, sendo que três deles estavam em um ônibus e dois em outro veículo. Depois de prendermos os suspeitos, encontramos as caixas com os dez televisores. Tivemos que desmontá-los e dentro de cada um encontramos quatro pistolas completas e um carregador sobressalente”, contaram os policiais, na 89ª Delegacia Legal de Polícia Civil (RESENDE) onde os suspeitos estão presos.

Extraoficialmente, os suspeitos contaram que o armamento seria entregue para pessoas que estavam em veículos que vinham da Baixada Fluminense. “Cada um dos suspeitos receberiam em média de R$700,00 a R$1 mil para fazerem o transporte das armas de fogo.

Policiais Militares tiveram que desmontar televisores para encontrarem armas de fogo – Divulgação

VIA DUTRA ROTA DE ARMAS E DE DROGAS

O comandante do 37º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Rogério Jackes da Silva, contou que a Rodovia Presidente Dutra é a principal rota de entrada de armas de fogo, munições e drogas para todo o Estado do Rio de Janeiro. “A Via Dutra é a principal porta de entrada de armamento e drogas. Geralmente, as quadrilhas utilizam ônibus e caminhões para poder dificultar a fiscalização nos Postos de Fiscalização E localizados ao longo da rodovia por saber que é grande o numero de veículos deste porte passando todos os dias. Para se ter uma ideia da quantidade de veículos, em média, passam cerca de sete mil caminhões no Posto de Fiscalização de Nhangapi, em Itatiaia. Acaba ficando impossível fiscalizar diariamente todos os veículos que passam por ali”, disse o comandante.

Rogério comentou ainda que graças a denúncias passadas pelo Disque Denúncia, a Polícia Militar tem conseguido apreender drogas e armas de fogo. “É muito importante as pessoas passarem informações para o nosso Disque Denúncia. Desta forma, nos ajuda a combater o tráfico de drogas e também a distribuição de armamento. Para denunciar é fácil, basta fazer uma ligação para o telefone (24)3360-0112 e fazer a denúncia. Todo o sigilo é garantido”, disse o comandante.