PM faz grande apreensão de drogas, munições e outros materiais do tráfico no bairro Roma, em Volta Redonda

0

VOLTA REDONDA
Uma ação da Polícia Militar, na quarta-feira, dia 24, em Volta Redonda, resultou na apreensão de grande quantidade de drogas, munições e outros materiais do tráfico. A investida se deu no mesmo em que boatos circularam nas redes sociais de que, por determinação do Governo do Estado e da Secretaria Estadual de Segurança Pública, a PM não poderia mais atuar em comunidades, morros e favelas em Barra Mansa e Volta Redonda.
A ação se deu durante patrulhamento de rotina pelo bairro Roma, e agentes do Grupamento de Ações Táticas (GATI) foram informados de que um homem estaria armado em um sítio na localidade. Com a denúncia, os PMs foram checar. Percebendo a chegada das guarnições, um suspeito acabou fugindo para uma área de mata, não sendo mais localizado.
Após indagarem testemunhas sobre o homem que havia fugido, uma mulher se identificou como sendo esposa dele e teria fornecido o número do seu celular aos policiais. Ao fazer contato telefônico, os PMs foram informados que ele fugiu por estar com medo, pois aquela localidade é usada por traficantes oriundos do Condomínio do “Minha Casa, Minha Vida” do bairro Roma para esconder armas e drogas, além de realizarem “endolação” na área de mata.
De posse de mais essa informação, os agentes seguiram para a área de mata onde encontraram dois tonéis que se encontravam enterrados em locais distintos com uma pistola calibre ,45, sete carregadores do mesmo calibre, três carregadores de pistola 9mm e quatro alongados também calibre 9mm, 40 munições calibre 5.56mm, 400 munições 9mm, 40 bolas de cocaína pesando aproximadamente 33 kg, pinos de cocaína, sendo 2.617 pinos de cocaína, sendo 427 de R$ 50, 800 de R$ 30, 900 de R$ 20 e 490 de R$ 10, cinco pés de maconha, 423 tabletes do mesmo entorpecentes, sendo três grandes cortados pesando aproximadamente 1kg, um tablete grande de aproximadamente 1kg, três grandes também pesando cerca de 1kg, 241 tabletes médios e 175 tabletes pequenos, além de 16 potes de pó Royal, 27 mil sacolés vazios, 45 mil pinos vazios, 27 folhas de etiquetas de R$ 50, 24 de R$ 30, seis bacias azuis, três balanças de precisão e três grampeadores.Todo o material apreendido foi levado para a 93ª Delegacia de Polícia (DP), onde a ocorrência foi feita.