PM de Resende prende dupla com mais de 1,8 mil trouxinhas de maconha, crack e cocaína

0

Serão transferidos ainda esta semana da 89ª Delegacia Legal de Polícia Civil para uma unidade prisional do Estado do Rio de Janeiro, Armando Luís Delfim Júnior, mais conhecido como Cuen, 21 anos, residente no bairro Paraíso; e Edgar Carlos Cardoso de Oliveira, 20 anos, morador no bairro Novo Surubi. Eles foram presos na tarde de quarta-feira, por agentes da Ala B do Serviço Reservado do 37º Batalhão da Polícia Militar. São suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas no bairro Morro do Querosene.

Durante a ação, os militares encontraram 1.857 trouxinhas de maconha divididas em embalagens de R$ 2, R$ 5, R$10 e R$ 20; 365 pedras de crack e 225 sacolés de cocaína, além de uma pistola de 9mm da marca Taurus modelo 24/7 com um carregador contendo 15 munições do mesmo calibre, munição de calibre 40mm, três rádios transmissores, dois aparelhos celular, três balanças de precisão, farto material para embalar drogas, entre eles grampeadores e etiquetas com a inscrição “CV Vilão”. Cuen foi baleado de raspão no abdômen ao reagir à ação dos militares.

Os policiais receberam a informação através do Disque Denúncia da Polícia Militar de que Cuen havia recebido uma carga de drogas e armas e estaria enterrando o material em um bambuzal no Morro do Querosene. Os policiais foram até o local e avistaram três homens. “Quando Cuen notou a nossa presença virou para trás com a arma em punho dando a noção que iria fazer um disparo. Neste momento, um dos policiais prevendo a ação fez um disparo, acertando o suspeito na altura da cintura”, disse um dos policiais informando que foi arrecadado com o suspeito uma pistola 9mm municiada.

Já Edgar Carlos foi detido quando estava escavando o buraco para enterrar o material. Enquanto um terceiro homem que estava com uma arma em punho e que estava fazendo a segurança do local fugiu. O suspeito foi socorrido por uma ambulância do Corpo de Bombeiros. O tiro que o acertou transfixou a lateral do abdômen, sendo feito curativo e liberado.

A dupla foi encaminhada para a 89ª Delegacia Legal de Polícia Civil  onde foi autuada em flagrante por tráfico de drogas, associação ao tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, permanecendo presa.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido !