Piraí tem primeira morte confirmada por febre amarela

0

PIRAÍ

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde do Estado, através da Secretaria de Saúde, confirmou a primeira morte por febre amarela em Piraí. Segundo informações da prefeitura, através de sua assessoria de imprensa, a vítima é um homem, morador do Rio de Janeiro, e que passou o carnaval na cidade. Ele não se vacinou e havia se hospedado em um sítio no Km 3, área rural do município.

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa, a campanha de vacinação em Piraí já vacinou 80% da população da cidade.

A região Sul Fluminense tem o maior número de casos da doença no estado, agora são 44 dos 85 registrados no Rio. Angra dos Reis e Valença lideram o ranking de casos confirmados. Somente nos dois municípios foram registrados 33, 15 mortes – seis em Valença e nove em Angra.

As últimas mortes confirmadas no litoral foram de dois turistas chilenos, de 20 e 35 anos. Segundo informações do consulado do Chile, o mais velho teria passado uma temporada na Ilha Grande – área onde a maioria dos casos de febre amarela foi registrada. A morte de uma adolescente de 16 anos, moradora da Ilha Grande, segue sendo investigada.

Segundo informações da assessoria de comunicação da prefeitura de Angra, ela teria dado entrada no Hospital Geral da Japuíba, inicialmente com um quadro de infecção urinária, mas em seguida foi tratada como paciente com suspeita de febre amarela e transferida para uma unidade de saúde da capital.

DOENÇA EM MACACOS
O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde também divulgou os casos de febre amarela confirmados em macacos. Ao todo foram 10, sendo que sete deles foram encontrados em cidades do Sul Fluminense. São elas: Angra dos Reis (na Ilha Grande), Barra Mansa, Miguel Pereira, Valença, Paulo de Frontin, Paraty e Volta Redonda. Os demais foram achados em Niterói, Região Metropolitana do Rio, Araruama, Região dos Lagos e em Duas Barras.

FEBRE AMARELA NO ESTADO
– 18 casos – Valença, sendo seis óbitos
– 15 casos – Angra dos Reis, sendo nove óbitos
– 12 casos – Teresópolis, sendo seis óbitos
– 7 casos – Nova Friburgo, sendo três óbitos
– 6 casos – Sumidouro, sendo dois óbitos
– 5 casos – Cantagalo, sendo três óbitos
– 5 casos – Duas Barras
– 3 casos – Rio das Flores, sendo dois óbitos
– 2 casos – Carmo, sendo um óbito
– 2 casos – Maricá, sendo um óbito
– 2 casos – Vassouras, sendo um óbito
– 2 casos – Paty do Alferes
– 1 caso – Piraí, sendo um óbito

error: Conteúdo protegido !