Picos de energia vêm prejudicando moradores do São Silvestre

1

BARRA MANSA

O Código de Defesa do Consumidor estabelece o direito a adequação e eficaz na prestação dos serviços públicos em geral. A energia elétrica, que é um bem essencial à vida humana, é um dos serviços pagos, no qual o consumidor espera receber um serviço eficaz. No entanto, não é isso que vem ocorrendo no bairro São Silvestre. De acordo com denúncias de moradores, toda vez que o tempo fecha, os picos de luz dão início e em determinados momentos, a energia cai e volta apenas horas depois. As ruas afetadas com o problema são as Claudionor Periard e Mário de Paula Domingues. Segundo relatos, parte dos bairros São Vicente e Cotiara também são afetados.

Em entrevista exclusiva com o A VOZ DA CIDADE o presidente da associação, Alex do Rosário Matos, contou que o transtorno já dura há cerca de um ano, mas que há dois meses a situação piorou. “Basta ficar nublado que a energia começa a ficar instável e se chove, ficamos sem luz”, expôs, relatando que tem dois anos que foi retirado o transformador, que abastecia parte do bairro, e instalada uma caixa de luz. “Acredito que o equipamento que eles instalaram no lugar do transformador seja o problema, pois toda vez que acaba a luz, é lá que eles mexem para que ela volte”, contou.

O presidente da associação contou ainda que irá entregar um ofício para a Light, responsável pelo serviço no município. “Se após isso eles não resolverem essa situação, iremos realizar um abaixo assinado, pois não tem como continuar vivendo nessa situação. A maior parte dos moradores do bairro é de idosos e eles não podem ficar sem energia”, enfatizou.

O idoso de 68 anos, Antônio José Rodrigues, contou que tem problemas respiratórios e necessita de nebulização periódica e por conta dos picos de luz, ele precisou realizar uma gambiarra. “Eu consegui um jeito de ligar o nebulizador em uma bateria de carro, apesar de ‘quebrar um galho’, não é 100% eficaz, mas foi o jeito que encontrei de realizar o procedimento quando acaba a luz da rua”, contou.

Outro morador que vem sendo prejudicado o problema é o Marcelo Aparecido de Oliveira. Ele contou que tem uma filha de seis anos que sofre com problemas alérgicos e necessita de um umidificador para dormir. “Sem energia, eu e minha esposa não temos o que fazer e nossa filha acaba dormindo com muita dificuldade. Essa situação já esta durando muito. Costumamos brincar dizendo que o cachorro faz xixi no poste e a luz acaba, mas isso é algo sério. Precisamos da energia elétrica.

O A VOZ DA CIDADE entrou em contato com a Light que, disse que identificou interrupções no fornecimento de energia para o bairro São Silvestre, nos dias 14 e 22 de março, provocadas por descargas atmosféricas e fortes chuvas e que estas ocorrências foram solucionadas. A empresa também informou que inspecionou o circuito elétrico que atende a região e programou, para os próximos meses, ações que visam melhorar a qualidade do fornecimento de energia, como a podas de árvores próximas à rede elétrica e a substituição postes e equipamentos.

1 comentário

error: Conteúdo protegido !